Categorias
NOVIDADES

NOTÍCIAS População de rua de Niterói cresce 115% em 2019

Conforme já noticiamos aqui e como é uma crescente constatação dos moradores da cidade, o número de pessoas em situação de rua em Niterói aumentou 115% nos primeiros oito meses de 2019. Saltando de 400 em janeiro, para 860 em agosto deste ano. Os dados foram confirmados pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH).

Secundo a Secretária Flávia Mariano, Niterói sofre os impactos das medidas tomadas no Rio de Janeiro para reduzir a crescente população de rua.

Governo do Estado

A declaração da secretária foi dada durante evento realizado pelo Governo do Estado para liberar o pagamento de mais de R$ 5.800.000,00 em cofinanciamento para as redes de assistência social de 53 municípios. R$ 1,6 milhão são para o município do Rio. O repasse é destinado para a manutenção de serviços básicos para a população mais necessitada, como pessoas em situação de rua, idosos, crianças e adolescentes em vulnerabilidade social.

Governador vai cobrar dos municípios

O Governador do Rio, Wilson Witzel, reforçou o compromisso com medidas para apoio à população mais carente. Witzel ainda pediu aos secretários que avisem aos prefeitos que vai cobrar o uso dos repasses com serviços para as pessoas mais necessitadas.

“Vou ser muito duro nessa cobrança porque o dinheiro está muito difícil”, destacou. Segundo ele, cada município recebeu “uma boa dotação orçamentária” para ajudar quem precisa. “Precisamos fazer com que o dinheiro chegue até aquele que está na rua, sem dignidade nenhuma”.

Cracolândias aumentam em Niterói

Preocupação crescente nos últimos tempos, as ‘cracolândias’ de multiplicam em Niterói. Constantemente, moradores denunciam no grupo NITERÓI ALERTA, a continuidade do uso de drogas e acúmulo de pessoas em situação de rua, em diversas regiões da cidade. Segundo as denúncias, apesar do poder público dizer que faz constantes abordagens à população de rua de Niterói, faltam atitudes coordenadas entre diversos órgãos para resolver o problema. Conforme denunciou o Sr. Jorge, em post no grupo Niterói ALERTA, o máximo que acontece são pequenos intervalos sem as chamadas cracolândias: “É uma vergonha essa atuação da Prefeitura! Dizem que fazem as abordagens, divulgam isso como grande feito, mas alguns dias depois os drogados já estão de volta…e sempre voltam em maior número e com maior intensidade. Vale reforçar que, em muitos locais, praticam delitos e levam pânico aos moradores”.

Situação já conhecida e que acontece com frequência, foi a formação da Cracolândia na Rua Joaquim Távora em Icaraí e na Av Rui Barbosa, em São Francisco. Basta transitar por algumas ruas dos bairros para se notar o crescimento vertiginoso e falta de ações robustas para tratamento e auxílio para as pessoas em situação de rua.

GRUPO NITERÓI ALERTA

Participe do grupo e mande denúncias, alertas e fiscalizações sobre serviços da cidade. Fotografe, filme e DENUNCIE! Se você já faz parte, acesse e adicione seus amigos e familiares: bit.ly/niteroialerta

Fontes: Jornal O Fluminense / A Tribuna.
Crédito da foto de capa: A Tribuna Rj