Categorias

NOTÍCIAS Crescimento de ‘cracolândias’ assusta moradores de Niterói ​

Segundo denúncias, número de moradores de rua só tem aumentando, assim como uso de drogas e casos de baderna e violência.

O crescimento vertiginoso de ruas que se tornaram ‘cracolândias’ em Niterói, tem sido motivo de muitas denúncias no grupo Niterói ALERTA. Situação tida como comum no centro há anos, grupos de moradores de rua tem se espalhado para outros bairros e zonas da cidade. São Francisco, Boa Viagem, Charitas, Vital Brazil, Ingá e Icaraí, já registram dezenas de casos apenas nos últimos meses.

O último ponto que tem causado muita irritação e questionamentos à Prefeitura, é na Rua Joaquim Távora, em Icaraí, próximo ao túnel com destino à São Francisco. Este local fica a menos de 300 metros de outro ponto que já foi utilizado por usuários de drogas recentemente, na Rua Ari Parreiras, embaixo de uma ponte do canal. Relatos dos moradores dão conta de baderna, uso de drogas e bebidas alcoólicas pelos vizinhos da comunidade do Morro do Cavalão e por pessoas estranhas ao local.

Para a Sra Lourdes, moradora do bairro, o problema gravíssimo merecia mais atenção e soluções práticas: “A Secretaria de Assistência Social fica respondendo nossas denúncias com respostas prontas, apenas dizendo que fazem a abordagem, mas não podem obrigar as pessoas a irem para os abrigos. Mas e nós moradores, que pagamos impostos caríssimos, não merecemos ter qualidade de vida e paz? Recentemente, minha neta que retornava do colégio, foi abordada por dois sujeitos drogados e violentos. Por sorte, ela correu e entrou no prédio” – disse a Sra Lourdes.

Relatos dão conta, ainda, de outros casos de pessoas morando na mesma rua, próximo a Praia de Icaraí. “Ali eles tem guarda-sol, colchão e até lençol, simplesmente todos os dias fazem arruaça e brigam a noite toda, certamente drogados ou bêbados”.

Para a maioria das pessoas consultadas pela nossa reportagem, o problema é grave e precisa de medidas sérias, além de ampla divulgação do que tem sido feito e dos planos estratégicos para o futuro.

Segundo o Sr. Claudio, síndico de um prédio na região da Boa Viagem, a secretaria de assistência social deveria assumir o problema e dar soluções claras: “Já liguei inúmeras vezes, é sempre a mesma história! Solução e assistência para essas pessoas, ninguém dá! Esta Secretaria só serve mesmo de cabide de empregos para pessoas ligadas ao governo. Nunca sequer, ouvimos falar da Secretária anterior, senhora Verônica Lima, muito menos do atual, que deve ser do grupo dela. Infelizmente, estamos entregues aos interesses políticos. Uma vergonha!”

Procurada, a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) não respondeu a nossa tentativa de contato.

Quer fazer alguma DENÚNCIA da cidade??
PARTICIPE do grupo NITERÓI ALERTA, enviando fotos, vídeos e reivindicando seus direitos. Já somos mais de 100.000 pessoas.
Acesse: www.facebook.com/groups/niteroialerta

Comments ( 4 )

  • Anônimo

    Eu vejo diariamente a Secretaria de Assistência Social, juntamente com guardas municipais, fazerem a aproximação e tentarem levar os “desabrigados” para locais com melhores condições. Acontece que nesses locais ou abrigos, os moradores de rua não podem fazer sexo, usar drogas, se embebedarem, roubar…infelizmente, lá só tem cama comida e água, ainda não dispõe da sacanagem que estão acostumados…deveriam proibir esses samaritanos inocentes de levar comida para eles, afinal, se jogarmos alimentos, os ratos não vão embora.

    • Anônima

      Perfeito seu comentário! Mas, a lei não obriga esse recolhimento para defender o direito deles, mas…. o diretito do cidadão de bem fica a ver navios. O direito de ir e vir com segurança, fica a ver navios, ir e vir sem sem roubados, a ver navios. Te importunarem pedindo coisas, a ver navios. Alguns precisam de tratamento e outros cadeia, mas não vejo nenhum politico defendendo inverter essa lei, ou seja, defender nossos direitos e bancar resolver o dessas pessoas. Cadê projeto de lei pra isso? Quem se habilita? Cadê a galera que votamos? Cadê deputados, senadores estaduais? Já vi o pessoal vir buscar e eles se recusam a ir para abrigos. Como assim? Eles tem poder de escolha e nós não? Quem paga IPTU, eles ou nós? Quem paga trocentos impostos? Nós ou eles? Ahhhh, já sei….. Quem deveria mudar essas leis, não tem esse pessoal importunando, porque rapidinho acionam alguém que muda eles de lugar. Entendi. Valeu!

  • Maria Helena

    Na porta da Secretaria de assistência, vc não pode passar. Principalmente a noite ou de manhã bem cedo. As calçadas ficam lotadas de moradores de rua deitados que a gente tem que andar pela rua. Tudo imundo porque eles fazem suas necessidades ali mesmo. Um perigo constante. Rua Cel Gomes Machado ao lado da prefeitura

  • Elizangela

    Recentemente fui atacada no ônibus 47 por cracudos que passavam na rua, ameaçando jogar pedras no ônibus. Liguei para 190 e a moça perguntou como era a descrição dos jovens. Simplesmente um bando, não tem como identificar. Isso foi na Boa Viagem em horário de pico com engarrafamento.

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>