Categorias
NOVIDADES

CIDADE Guarda Ambiental e Projeto Aruanã reintegram tartaruga ao mar

aruanaEquipes da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói e integrantes do Projeto Aruanã da Universidade Federal Fluminense fizeram na tarde da última sexta-feira (17-07) a soltura de uma tartaruga no mar na Praia de Itaipu, Região Oceânica.

O animal havia sido resgatado pelos guardas e pelos biólogos do projeto em abril, em Itaipu. Na época, ela estava debilitada,  ferida e foi levada para  tratamento no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), da Faculdade Estácio de Sá em Vargem Grande, Rio de Janeiro.

Com 72 centímetros e 65 quilos, a tartaruga foi devolvida ao seu habitat natural após receber medicamentos para tratamento naquele instituto de problemas na pele e cortes causados por linhas e anzóis.

A chegada da tartaruga na praia e sua reintegração ao mar despertaram a atenção de banhistas, pescadores e moradores do local. A maioria ficou surpresa com o tamanho do animal e feliz pela possibilidade do mesmo ter conseguido ser salvo.

Morador de Itaipu  há 30 anos o aposentado Francisco Vergueira Costa de 78 anos elogiou a ação dos guardas ambientais e dos integrantes do projeto Aruanã.

“Num mundo com tantas pessoas que não ligam para animais ou para a natureza fico feliz em saber que esse tipo de atitude e de trabalho está tão próximo de nós” disse o aposentado.

A coordenadoria ambiental da Guarda Municipal de Niterói vem atuando no recolhimento e resgate de animais auxiliando também no caso de tartarugas assistidas pelo Projeto Aruana. O projeto monitora tartarugas desde 2003. Tem cerca de 300 tartarugas marcadas.

“Nossa equipe levou um pingüim resgatado na praia para tratamento e trouxe de volta a tartaruga que havíamos ajudado a resgatar junto com o projeto. Com isso fechamos esse ciclo. Muito orgulho de trabalhar desta forma” disse Claudio Mendes coordenador da Guarda ambiental de Niterói.

A Guarda Ambiental tem sede na Região Oceânica e recebe denúncias ou informações sobre animais feridos pelos telefones 2621-6720 ou 2621-7989.