Acesse nossas Mídias

Cultura

Dia Nacional da Biblioteca – Conheça a BPN

Compartilhe

Biblioteca-Pública-de-NiteróiUm Decreto brasileiro datado de 09 de abril de 1980 instituiu no país a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, bem como o Dia do Bibliotecário. Por este motivo, o dia 09/04 é conhecido como o Dia da Biblioteca.

A comemoração desta data é essencial para relembrarmos a importância da leitura, apesar de muitas pessoas não gostarem de praticar esta atividade, conforme define Carlos Drummond de Andrade em frase célebre sobre a leitura. “A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede”.

Além de ser importante culturalmente, é comprovado que o hábito da leitura causa bem-estar mental. Estudos recentes mostram que o processo de imaginação que as pessoas fazem quando leem um livro é muito diferente daquele gerado por um filme ou outro método audiovisual, por isso, existem tratamentos de saúde feitos com “Biblioterapia”.

Em uma de suas palestras, o bilionário da computação Bill Gates declarou: “Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever – inclusive a sua própria história”. Por que não seguir este exemplo?

OBS –
A título de curiosidade, a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca é comemorada de 23 a 29 de outubro, e o Dia do Bibliotecário foi determinado para o dia 12 de março: data de nascimento do publicitário, escritor e poeta cearense Manuel Bastos Tigre, que exerceu a função de bibliotecário por 40 anos, sendo considerado o primeiro bibliotecário por concurso do Brasil.

Em Niterói – A Biblioteca Pública de Niterói (BPN) está localizada na Praça da República, um dos marcos arquitetônicos da região central da cidade. Juntamente com a delegacia de polícia civil, o fórum, o Liceu Nilo Peçanha e a Câmara Municipal, forma um testemunho vivo da arquitetura do começo do século XX. O projeto de construção da praça e dos respectivos prédios foi idealizado em 1913, com o objetivo de ali se fazer o grande centro cívico de Niterói. A BPN ocupa uma área de 1.812 m², sendo 926m² no térreo e 886m² no 2º andar. aaa

Hoje, o centro literário é um importante espaço cultural da cidade e tem um forte vínculo com a comunidade. Após cuidadosa obra de restauração, a BPN foi reinaugurada em julho de 2011 e transformada num espaço pautado pelo livre acesso de informação, num modelo similar ao da Biblioteca Parque de Manguinhos, sua prima-irmã – ambas vinculadas à Secretaria de Estado de Cultura.

Assim como em Manguinhos, a Biblioteca Pública de Niterói foi renovada para ampliar o acesso à leitura, em sintonia com a mudança de paradigmas destes tempos digitais. Dessa forma, o espaço da biblioteca se abre para a leitura em diferentes suportes, assim como para atividades culturais diversas, ampliando o contato com a comunidade.

A BPN é a segunda de uma rede de Bibliotecas Parque que a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (SEC) vem implementando, com o objetivo de estruturar um novo patamar de atendimento. Tendo como principais referências as bem-sucedidas experiências de Medellín e Bogotá, na Colômbia, é um espaço cultural com qualidade física, humana e de serviços. . O Rio de Janeiro é o primeiro estado do país a implantar este moderno conceito em suas Bibliotecas.

A BPN conta com um acervo de cerca de 60 mil itens, incluindo livros, jornais, revistas, enciclopédias, biografias, DVDs, músicas digitalizada, livros e equipamentos em Braile.

A biblioteca ganhou novo mobiliário, espaço infantil e salas apropriadas para exposições, exibições individuais de filmes, saraus de poesia, peças teatrais, shows de música e leituras dramatizadas. Além de todas as novidades, a BPN ainda abriga uma importante fonte histórica: a sede da Academia Fluminense de Letras.

Fazer uma visita à Biblioteca de Niterói representa também a experiência de conhecer uma parte importante do patrimônio arquitetônico do estado. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), na década de 80, o casarão foi projetado por ninguém menos que o arquiteto italiano Pietro Campofiorito, que veio ao Brasil para ser discípulo de Zeferino da Costa. Pietro ajudou-o no projeto de decoração da Igreja da Candelária e acabou radicando-se em Niterói. A construção, com cerca de 1500 metros quadrados , tem estilo eclético, com inspiração neoclássica.

Palácio_da_Justiça_(Niterói)O trabalho de restauro trouxe à luz detalhes arquitetônicos originais, que estavam ocultos, como o piso em ladrilho hidráulico, que havia sido substituído, em obras do passado, por marmorite. Mas, além da restauração, a Biblioteca teve de passar por uma ampla reforma estrutural. Em paralelo ao resgate de elementos originais da construção, as obras modernizaram itens necessários ao bom funcionamento da Biblioteca, como os sanitários e os sistemas de iluminação e de telefonia.

Setenta e seis anos depois de sua fundação, a BPN sofreu uma obra de peso, que fez com que renasça engrandecida de seu projeto inicial: uma biblioteca pública de referência, dinâmica, moderna, um polo aglutinador e uma instituição fundamental para a construção de uma sociedade democrática, igualitária e aberta a todo tipo de conhecimento.

Além disso, todo seu planejamento contempla o uso das tecnologias de informação e comunicação, um dos mais importantes e decisivos fatores para o êxito do projeto de modernização institucional. A informatização vai desde o tratamento técnico do acervo, à ampliação dos mecanismos de pesquisa, e ao controle dos dados gerenciais.

Ao lado da Biblioteca Parque de Manguinhos e da C4 – Biblioteca Parque da Rocinha, a Biblioteca Pública de Niterói compõe o conjunto de Bibliotecas Parque do estado.

SERVIÇO

Como chegar:

Ônibus: Diversas linhas passam na região, dentre elas: 996 / 998 / 42 / 66
Barcas: Estação Barcas S/A Niterói
Acessibilidade: Com o fim das obras, a biblioteca atenderá às normas para acessibilidade para portadores de necessidades especiais

Diretora: Gloria Blauth
Praça da República, s/nº
Centro – Niterói
CEP 24020-009
Tel: (21) 3601-1956
[email protected]

*Foto 2 (dentro do BPN) – Clarice Castro


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cultura

  • Agenda

    MAC e Museu Janete Costa reabrem para o público neste sábado

    Por

    CompartilheA Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria das Culturas/FAN, reabre neste sábado (08), para o...

  • Cultura

    Museu Janete Costa de Arte Popular com atrações virtuais

    Por

    CompartilheO Museu Janete Costa de Arte Popular oferece até 30 de abril uma divertida programação online....

  • Cultura

    Projeto de restauração do Cinema Icaraí aprovado

    Por

    Compartilhe O Conselho de Patrimonio Cultural de Niterói aprovou o projeto de restauração do Cinema Icaraí....

  • Agenda

    Oficina Social de Teatro apresenta a comédia “A irmandade das almas”

    Por

    CompartilheA Oficina Social de Teatro apresenta “A irmandade das almas”,espetáculo adaptado de alguns textos de Martins Penna. No dia da festade finados uma confusão acontece com vários núcleos da sociedadecarioca. Um homem que tira proveito dos mortos; uma moça se envolve com os problemas do namorado, que é coveiro; uma noviça que quer largar oconvento; três beatas fofoqueiras. Mantendo viva nessa encenação acomédia de costumes que foi introduzida por Martins Penna no cenárioteatral brasileiro, “A irmandade das almas” é uma comédia pra todafamília, que faz pensar sobre o lugar da mulher na sociedade, além dahipocrisia social. “Com este espetáculo, buscamos trazer sempre para a atualidade essegrande autor que foi Martins Penna que, com sua comédia de costumes,valorizou o teatro brasileiro. Como não queria escolher uma única obradesse autor utilizamos alguns textos para a montagem de uma outradramaturgia, mas respeitando os personagens de suas obras”, explica adiretora Erika Ferreira. Para este espetáculo, a OST fará uma grande campanha de formação deplateia através da oferta de ingressos gratuitos para estudantes darede pública de ensino de Niterói e pessoas ligadas a ONGs einstituições de caridade em geral. “Temos como fator prioritáriodiscutir temas que são importantes à sociedade, tendo no palco umaexcelente arma favorável à reflexão. Ao oferecer boa parte de seusingressos, a OST cumpre com um de seus pilares de missão que éoferecer teatro de qualidade a todos colaborando, com isso, comformação de uma sociedade mais justa e igualitária”, diz JoséGeraldo Demezio. SERVIÇO: 14 de dezembro de 2019 – 11h Classificação etária: Livre Duração média: 60 minutos Local: Sede da OST – Rua Saldanha Marinho, 14 – Centro – Niterói/RJ Ingressos: GRÁTIS Informações: (21) 2721-0468 REALIZAÇÃO: OFICINA SOCIAL DE TEATRO Link: http://www.ofsocialdeteatro.com/ Compartilhe

  • Cultura

    Mais uma operação do Procon nos mercados de Niterói

    Por

    CompartilheO Procon Estadual fiscalizou, na última segunda-feira (01/04), cinco estabelecimentos em Niterói e Maricá a pedido...

Topo