Categorias
NOVIDADES

Campanha pela paz da Prefeitura leva 5 mil às ruas de Niterói

pazCerca de 5 mil pessoas participaram na tarde da última quinta-feira, 10, da caminhada “Niterói diz Não à Violência”, que percorreu a Avenida Amaral Peixoto, no Centro, e terminou com um ato ecumênico na Praça Araribóia, em frente à estação das barcas. A passeata foi uma iniciativa de diversas entidades da sociedade civil, Prefeitura de Niterói, representantes dos legislativos municipal e federal, entidades religiosas, sindicatos e associações de moradores do município, com o objetivo de alertar às autoridades estaduais para a necessidade de ações efetivas que devolvam a tranquilidade aos moradores da cidade, como o aumento do efetivo de policiais militares nas ruas.

A concentração, em frente à Câmara Municipal, começou por volta das 16h. Durante todo o percurso, a caminhada recebeu a adesão da população que estava nas calçadas da Avenida Amaral Peixoto. Funcionários de empresas que trabalham em prédios da via também demonstraram apoio ao movimento acenando das janelas com toalhas brancas.

O prefeito da cidade destacou que, nos últimos meses, foram tomadas importantes medidas na área de segurança, como a ampliação dos efetivos das polícias Militar e Civil, a implantação de Companhias Destacadas da PM em Pendotiba e no Morro do Estado, e a inauguração da nova sede da Delegacia de Homicídios, entre outras.

paz1“Essas ações, no entanto, não se mostraram suficientes. A prefeitura tem feito a sua parte. Ampliamos a presença da Guarda Municipal nas ruas, criamos o Regime Adicional de Serviço, implantamos o Patrulha Escolar, com a guarda patrulhando o entorno das escolas municipais, o Calçada Livre, de atuação na ordem pública, e vamos convocar nos próximos dias o concurso público para dobrar o efetivo da guarda, que será realizado ainda neste semestre. São ações importantes, mas não resolvem o problema da intranquilidade das pessoas. Por isso estamos reivindicando mais efetivos policiais para Niterói, porque nos últimos anos a cidade vem perdendo efetivo. Nós queremos que Niterói esteja integrada ao planejamento de segurança pública dos eventos internacionais do Rio. Este é um ato em que a prefeitura se soma a essa reivindicação da sociedade de Niterói, pela cultura de paz, por mais efetivos policiais para devolver a tranquilidade à nossa população”, afirmou o prefeito.

O senador Marcelo Crivella também participou da caminhada, assim como o deputado federal Sergio Zveiter, o presidente da Câmara dos Vereadores de Niterói, Paulo Bagueira, vereadores, secretários municipais, um grupo de deficientes físicos da Andef, estudantes e moradores de comunidades de várias regiões da cidade. A seção Niterói da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) esteve representada pelo dirigente Hélio Considera, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Fabiano Gonçalves, representou o setor empresarial e do comércio niteroiense.

“Niterói precisa de mais policiais nas ruas. O Rio de Janeiro tem quase de 50 policiais, sendo que quase 20 mil trabalham na área burocrática. É preciso liberar esses PMs, o povo de Niterói quer policiais nas ruas, mais próximos da população”, afirmou o senador.

A caminhada terminou com um ato ecumênico na Praça Araribóia, comandado pelo pastor Roberto, da Ordem dos Pastores e Líderes Evangélicos de Niterói (Oplen); pelo padre Bruno Guimarães de Miranda e por Claudia Dutra, representante do Instituto Espírita Bezerra de Menezes.