Categorias

Unhas: Sinal de saúde!

manchas-brancas-nas-unhasPouca gente sabe, mas nossas unhas podem servir de grandes auxiliares para evidenciarmos como anda a nossa saúde. Elas são estruturas muito importantes para o organismo, pois funcionam como um apoio e proteção contra choques, e também guarda um grande quantidade de terminações nervosas que ajudam a detectar situações de risco para as mãos, como baixa ou alta temperatura, e  pressão de um objeto ou com esforço.

Nossas unhas são reflexos da atenção que damos a nossa saúde. Por isso devemos sempre mantê-las saudáveis, brilhantes e limpas! No  entanto, apesar do cuidado, muitas pessoas sofrem com o aparecimento inexplicável de manchas brancas, fato que causa desconforto não só, porque  alteram a sua aparência, mas pela crença de que as manchas possam ser um sinal de doença.

Existem inúmero de mitos e falácias sobre o aparecimento espontâneo de manchas brancas nas unhas, mas, a explicação científica é bem diferente. O termo médico que define esta condição é Leuconíquia e o surgimento se dá como o resultado de “micro-quebradinhos” que acontecem na base da unha (matriz), que favorecem a formação de pequenas bolsas  de ar que resultam nas manchas.

As manchas brancas causadas por atrito e choque não requerem a ajuda de um dermatologista, pois, como a unha cresce e as manchas vão saindo devagar. É bem verdade que muitos especialistas consideram a má alimentação como umas das causas, isso faz sentido pois a falta de nutrientes, especialmente aqueles envolvidos na  formação, crescimento e desenvolvimento das unhas tornam-se mais frágeis estas “lamelas” e assim torná-los suscetíveis à manchas brancas.

Não roa unha – Diversas pesquisas científicas comprovaram que roer unhas faz mal à saúde! O perigo de roer unhas está no fato de que a cutícula, pele que nos protege contra agentes externos, pode ser removida no ato, nos deixando suscetíveis à ação de vírus e bactérias. A mania de roer unhas também é prejudicial (Onicofagia) permite a entrada de bactérias no local, causando infecções e inflamações. O hábito é ainda mais prejudicial para quem tem problemas circulatórios e imunológicos, pois a infecção pode invadir a corrente sanguínea e complicar o quadro.roer-unhas-nao-site-vic-e-vicky-2012

Agora, para aquelas que pessoas que além de roer, também engolem as unhas, o quadro é ainda pior, resultando em graves problemas gastrointestinais, como esofagite infecciosa, gastrite, enterocolite por infecção por microorganismos, verminoses e até apendicite.

Roer unhas também prejudica a musculatura do maxilar e a articulação temporomandibular, causa fraturas nos dentes, gengivite e problemas na mordida. As doenças mais frequentes em quem tem o vício de roer unhas são: infecções na garganta, inflamação da pele ao redor da unha e problemas gastrointestinais diversos.

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>