Categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Prefeitura volta atrás e desiste, por ora, de fiscalizar carros de Uber e 99 que circulam na cidade

Após uma manifestação realizada na manhã da última quarta-feira, dia 03, em frente à prefeitura de Niterói, os motoristas de aplicativos de transporte conseguiram negociar com o Poder Executivo a suspensão provisória da proibição de carros de outros municípios rodarem na cidade.

Representantes da categoria afirmaram que os secretários que os receberam se dispuseram a avaliar suas demandas e garantiram que não darão início às fiscalizações previstas no decreto que regulamenta os transporte por aplicativos. Entre as normas estavam a proibição da circulação de carros com mais de cinco anos de fabricação e o compartilhamento de informações sobre as viagens.

De acordo com Leandro Xavier, presidente da Família Ponto a Ponto — grupo de motoristas do Uber que atuou à frente da manifestação —, essa negociação com a prefeitura foi uma primeira vitória do movimento, mas é preciso que as propostas sejam debatidas com a sociedade.

Entre as principais demandas, os motoristas pedem que não sejam proibidas placas de outros municípios a rodar em Niterói e que a vida útil do carro seja de 10 anos e não de cinco como propõe o decreto. “Esse decreto não taxa os aplicativos. A prefeitura não lucra, apenas penaliza os motoristas. Pedimos aos secretários que façam em Niterói a mesma regulamentação feita no Rio.” Segundo Xavier, o argumento de que os carros de aplicativo congestionamento o trânsito não faz sentido, porque as pessoas passam a deixar seus carros em casa e estacionam menos. “O que sentimos é que há uma pressão muito maior das empresas de ônibus do que dos táxis” — pondera Leandro, que afirmou ter sugerido ainda uma audiência pública. O representante do movimento disse também que a prefeitura não soube explicar como faria as fiscalizações.

Apesar de o prefeito Rodrigo Neves ter afirmado anteriormente que estava se reunindo com Gilson Chagas e Renato Barandier, titulares das pastas, para a conclusão de como seria feito o controle de veículos, ainda não houve definição da questão.

Em nota, a prefeitura afirmou que está se reunindo com representantes das entidades para regulamentar o decreto. “O decreto prevê um período de regulamentação durante o qual a Prefeitura abrirá diálogo com as entidades interessadas para encontrar o melhor formato para colocar em prática o decreto 12977/2018 publicado em 16 de junho de 2018. Atualmente mais de 3 mil carros de aplicativos de outras cidades e 2 mil carros de aplicativos de niteroienses circulam na cidade, frota que supera o número de táxis na cidade (2 mil). A regulamentação é fundamental para a segurança do usuário e para evitar problemas ainda maiores no já pesado trânsito de veículos na cidade.”

Comments ( 1 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>