Acesse nossas Mídias

Cidade

Educação em Niterói: greve começa dia 8 de março

Em assembléia na última quinta-feira (09/02), funcionários da rede municipal de ensino de Niterói, anunciaram que farão greve a partir do dia 8 de março. Parte da categoria fez manifestação em frente à estação das barcas, no Centro da cidade, após a reunião de quinta.

Segundo os trabalhadores, a lista de reivindicações é bem grande. Entre outros itens, estão:

– Incorporação dos Adicionais Transitórios em 2017

– Volta do enquadramento por formação no estágio probatório

– 1/3 de planejamento dos Professores II

– Reposição das perdas salariais da inflação (reajuste 2017 em 13,25% – antecipação da data-base);

– Eleições de direção das escolas com ampla democracia;

– Não à redução de salários com aumento do desconto da Previdência

– Cumprimento do Plano de Educação.

Diogo Oliveira, integrante do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) de Niterói, disse que o diálogo tem sido “difícil”. “A opção pela greve é uma tentativa de incentivar essas negociações”. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Municipal de Educação de Niterói, há diálogo constante com o sindicato e que, este ano já foram realizadas audiências para discussão da pauta de reivindicações.

Em nota, a secretaria e FME afirmaram que “é importante observar que os professores decidiram iniciar a greve no dia 8 de março e, até esta data, todas as escolas municipais estarão funcionando normalmente. Durante este período, o diálogo entre a Fundação e o Sindicato estará aberto e a gestão espera que os profissionais compreendam todo esforço empreendido, tendo em vista a crise que afeta o Estado do Rio e municípios vizinhos, para manter os salários em dia e honrar os compromissos com a Educação do município”.

Quer enviar alguma DENÚNCIA ou ALERTA da cidade? Clique e participe do grupo Niterói ALERTA. Envie sua denúncia, participe das discussões e adicione os amigos.

Continuar Lendo
Comentários

Mais Cidade

Topo