Categorias
NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Réveillon com queima de fogos na Praia de Icaraí reúne 800 mil pessoas

 

A Prefeitura de Niterói, através da Neltur – Niterói Empresa de Lazer e Turismo -, realizou o Réveillon 2017 na Praia de Icaraí, e considera este o maior evento de todos os tempos. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 800 mil pessoas assistiram aos shows na Praia de Icaraí, que explodiu em êxtase à meia-noite, quando uma queima de fogos de 15 minutos iluminou o céu de Niterói com estrelas, corações, candelas e bailarinas, dando as boas-vindas ao ano de 2017. Os shows agradaram a todos os gostos, indo da MPB, pop e até sertanejo, culminando com o rock do Capital Inicial, banda mais esperada da noite.

José Haddad, Presidente da Neltur, trabalhou numa expectativa de público ainda maior, mas as 800 mil pessoas que estiveram na Praia de Icaraí encontraram um aparato de segurança e uma logística pronta para atender quaisquer tipo de emergência: “Nossa expectativa era de um público ainda maior, por isso preparamos uma verdadeira arena, deixando livre as calçadas e a rua que foi transformada num imenso boulevard. O evento de hoje prova que Niterói já se consolidou como o mais novo melhor destino turístico do país, bem como a cidade detentora de uma das melhores festas de Réveillon do Brasil”, concluiu.

As atrações foram escolhidas para agradar a todos os gostos. Às 19h30min subiu ao palco a primeira atração da noite, a banda Bow Bow Cogumelo, com a participação de Marcos Sabino que cantou hits como “Muito Estranho”, agradando muito com sua performance.

Em seguida foi a Banda Melim, com os três irmãos niteroienses, Diogo, Rodrigo e Gabriela, que animaram o público cantando composições próprias e também músicas conhecidas do repertório da MPB, como “Zero a Dez”, cantada por Ivete Sangalo com participação de Luan Santana.

Depois foi a vez do cantor sertanejo João Gabriel, que levou suas fãs à loucura com sua performance e presença de palco. O gênero sertanejo que virou moda em todo o país agradou muito o público.

Ao terminar o terceiro show a areia da praia de Icaraí virou uma verdadeira multidão, ávida pela queima de fogos, que à meia-noite iluminou o céu da cidade formando figuras belíssimas, multicolores, levando o público presente ao delírio. A cada bomba que explodia, de uma das cinco balsas ancoradas a 500 m da arrebentação, o público se manifestava, dando as boas-vindas a 2017. Foram 15 minutos de show pirotécnico.
Após o término do espetáculo nos céus de Niterói, o público assistiu a grande atração da noite, a banda Capital Inicial que diante de uma multidão fez um show de 2h de duração, onde cantou suas músicas próprias e também músicas de outras bandas como “Que País é Esse”, da Legião Urbana.
O vocalista Dinho Ouro Preto, desejou boas vibrações para o ano de 2017. Segundo ele não será difícil que este ano seja melhor, pois 2016 foi um ano extremamente difícil para os brasileiros. Ele relembrou que o rock no Brasil começou em Niterói, na rádio Fluminense, a Maldita, onde ele foi muitas vezes no início de sua carreira. “Estamos voltando às nossas raízes”, disse

Antes do show, durante uma coletiva para a imprensa, o baixista Felipe Lemos, da banda Capital Inicial, disse que o brasileiro ainda vai passar por momentos difíceis em 2017, mas ele acredita que 2018 que será o ano do renascimento do país. Por isso acredita que todos tem que prestar atenção em 2017 nos políticos, para cobrarem o que foi prometido.
Outro músico, o Flávio Lemos desejou que o ano de 2017 seja melhor pois o ano que passou foi muito difícil para todos os brasileiros. Quando perguntado sobre a cidade ele afirmou que faz tempo que eles não tocam no Réveillon e assim na praia, para um grande público, nem lembrava, mas que achou a praia de Icaraí muito bonita.

Para a realização deste Réveillon José Haddad, fez um planejamento minucioso, num trabalho integrado entre várias corporações e instituições tanto no âmbito municipal, como no estadual.

A queima de fogos foi patrocinada pela Águas de Niterói, a Neltur contou com a Secretaria Municipal de Sáude – SAMU -, NitTrans, CLIN, Secretaria Municipal de Ordem Pública, Guarda Municipal, Secretaria de Cultura e Fundação de Arte de Niterói, Corpo de Bombeiros e 12º Batalhão de Polícia Militar. O apoio foi do jornal O Fluminense.