Categorias
NOVIDADES

O Nascimento de Uma Nova Cultura – Parte I

ilha de lixo no pacíficoPor Ana Carolina Aldighieri ([email protected])

O Nascimento De Uma Nova Cultura – Parte I

Olá pessoal,

Essa semana convidei Martin Draghi, do blog “Sustentabilidade Colaborativa”, para falar um pouquinho sobre esse universo do consumo responsável. Veja hoje um pouco da verdadeira aula ambiental que ele nós oferece:

“Um dos períodos que mudaram o rumo das relações humanas foi a Revolução Indústrial. A melhora nos processos produtivos das fábricas e a inserção de novas tecnologias modificaram de forma significativa a dinâmica econômica e social dos países do mundo todo, e teve como principal consequência o nascimento de uma nova relação entre capital e o trabalho. Aliada as novas tecnologias industriais, a publicidade também teve papel fundamental na construção de uma cultura, que tinha como principal característica apadronização de comportamentos através dos aparatos midiáticos. Outro papel importantíssimo da publicidade era atribuir valor simbólico aos produtos que eram vendidos, assim, com todos os mecanismos de persuassão, os clientes eram levados a crer realmente estar consumindo mais do que um simples produto, estavam na verdade consumindo também uma imagem que traduzisse seus valores e pensamentos frente aos demais atores da sociedade, nasce a sociedade marcada pelo prenchimento de necessidades egóicas.

Um aspecto importante em relação ao nascimento da cultura do consumo em massa, é que houve uma resignificação e uma revalorização dos valores sociais, assim, status, exclusividade, sensação de pertencimento de algum grupo através do consumo e outros valores essencialmente voltados para a alimentação do ego ganharam uma maior importância no tecido social, e começaram a serem vistos como indicadores de sucesso pessoal.

Porém, de alguma forma a realização do processo de compra e obtenção de produtos tomou um rumo extremamente marcado pelo egoísmo. Os consumidores não levavam em conta os malefícios ambientais, sociais e econômicos implicados no ato de consumir, até por que estes fatos não tinham a devida atenção que mererciam. Os produtos eram vendidos de forma unitária, a serem adquiridos e consumidos individualmennte, não houve nenhuma preocupação em entender melhor os limites de recursos que tinhamos disponíveis, com isso as implicações negativas de instituirmos uma sociedade totalmente direcionado e alimentada  para o consumo estão cada dia mais óbvias.

Number-10A poluição alcançou níveis insustentáveis, a produção de valores criados pela cultura de massa através do consumo são totalmente distorcidos das reais necessidades que temos em nossas vidas e nossas relações sociais foram se deteriorando. Uma excelente forma de traduzir uma das consequências do consumo ilimitado é a formação das chamadas “ilhas de lixo”, que são locais nos oceanos onde a concentração de lixo é tão grande que infelizmente acaba nos apresentando imagens como estas.”

 

Localização das “Ilhas de lixo.”

plastico2-406x255