Categorias

Novo prazo: Transoceânica ficará pronta em abril

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves reassumiu o cargo na última semana, após sair do presídio Bangu 8, e chegou com o desafio de concluir importantes projetos que estavam parados desde o ano passado e sem prazo de entrega. Esse semana, ele se reunirá com o secretariado para traçar os planos de metas deste ano, no qual deverão constar datas de conclusão para obras em curso. Neves prometeu que o sistema BHS da Transoceânica, anunciado para dezembro, entrará em operação em abril e que a obra de alargamento da Avenida Marquês do Paraná será retomada e concluída até junho.

Previsto para começar a funcionar de forma gradual em novembro do ano passado, o sistema BHS da Transoceânica não será iniciado com a operação da metade da frota de ônibus elétricos, como prometido. O processo de compra dos 40 veículos elétricos, orçados em R$ 51,96 milhões, foi adiado pelo município e não tem previsão para ser retomado.

O sistema iniciará a operação nas 11 estações com cinco linhas de ônibus comuns, com portas dos dois lados, que sairão da Região Oceânica. Duas delas passarão pelo túnel Charitas-Cafubá, seguindo até o Centro; uma sairá de Piratininga; e outra, de Itaipu. Três linhas seguirão pelo Largo da Batalha até o Centro. Parte dos veículos, comprados pelo consórcio Transoceânico, é nova e com piso baixo. Outra é de ônibus comuns que tiveram a carroceria adaptada com a inclusão de mais uma porta.

Segundo Comte, que assumiu o cargo no último dia 7 com a missão dada pelo então prefeito interino Paulo Bagueira de dar celeridade a importantes obras, a Transoceânica é uma das suas prioridades. Rodrigo garantiu que ele será mantido no cargo. Ele ainda afirmou que estão sendo feitos a finalização das estações e os consertos nas pistas e de parâmetros das calçadas em alguns trechos. Até o fim de abril, tudo estará funcionando.

O novo secretário de Governo também deu prazos para a finalização da obra de alargamento da Marquês do Paraná. A previsão era que as demolições fossem concluídas em julho do ano passado: “Estamos terminando ainda algumas desapropriações para finalizarmos a demolição e executarmos a urbanização, que não precisa de muito tempo. Até o meio do ano, a Marquês do Paraná já terá uma quarta pista, sentido Icaraí.”