Categorias
NOVIDADES

Arte na Rua fecha mês de maio com muita música

1407_capa

Serviço

Luciana Spindola
Data: Terça-feira, 26 de maio de 2015
Horário: 18h
Esquina das ruas Moreira César e Miguel de Frias

Marcos Ariel – Arte na Calçada
Data: Quinta-feira, 28 de maio de 2015
Horário: 17h
Calçada do Teatro Municipal de Niterói

“Cinco vezes favela, Agora por nós mesmos”, cinema
Data: Quinta-feira, 28 de maio de 2015
Horário: 18h
Centro Cultural Paschoal Carlos Magno

“Duas mães para uma Chapeuzinho Vermelho” – infantil
Sábado, 30 de maio de 2015
Horário: 11h
Largo do Marrão

André Sampaio e Os AfroMandinga
Domingo, 31 de maio de 2015
Horário: 11h
Centro Cultural Paschoal Carlos Magno

 

Atrações variadas e gratuitas na semana entre os dias 26 e 31 fecham o mês de maio no Arte na Rua, promovido pela Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação de Arte de Niterói – FAN. Esse circuito de programações, que leva artistas para diferentes pontos da cidade, tem ampliado ainda mais o conceito de arte pública, urbana, livre, popular e democrática da cidade.

Entre os destaques da semana, a apresentação do pianista Marcos Ariel na calçada do Teatro Municipal e o show da cantora Luciana Spindola, que traz o melhor da MPB para a esquina das ruas Moreira César e Miguel de Frias. A peça infantil “Duas mães para uma Chapeuzinho Vermelho”, que animará o Largo do Marrão na manhã de sábado, e o show “Desaguou” – encontro entre o cantor André Sampaio e o grupo Os Afromandinga, que vai tomar conta da varanda do Centro Cultural Paschoal Carlos Magno na manhã de domingo, fecham a programação.

A cantora Luciana Spindola se apresenta na esquina entre as ruas Moreira César e Miguel de Frias, em Icaraí, na terça, dia 26, a partir das 18h, trazendo o melhor da música popular brasileira.

Como parte do Arte na Calçada, que traz atrações musicais mensais à calçada do Teatro Municipal, tem apresentação do pianistaMarcos Ariel, na quinta, dia 28, às 17h. O músico vai trazer um solo baseado em seu CD “Jazz Carioca”, lançado em 2013. O show, que tem o título do CD, reúne temas de Ariel e de mestres do jazz, como Thelonious Monk, John Coltrane, Bill Evans e Charlie Parker.

A apresentação é uma celebração de um estilo que Marcos Ariel e seu piano traduzem perfeitamente. Com a pulsação jazzística e o balanço do samba, o artista promete embalar o público com harmonias e especiais arranjos, caracterizados pelo tom ousado e totalmente carioca do improviso, um dos seus diferenciais.

Também na quinta-feira, às 18h, tem sessão de cinema no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, com a exibição do filme Cinco Vezes Favela, Agora por nós mesmos, um filme em cinco episódios escrito, dirigido e realizado por jovens cineastas moradores de favelas do Rio de Janeiro e produzido por Carlos Diegues e Renata de Almeida Magalhães.

Os temas dos episódios tratam sempre do convívio humano e social em cada comunidade abordada. Falam de ética e educação, amizade e amor, solidariedade e tolerância, família e comunidade, sem ignorar a violência e as dificuldades cotidianas que sofrem seus moradores.

Já no sábado, dia 30, o fim semana começa com o espetáculo Duas mães para uma Chapeuzinho Vermelho, às 11h, no Largo do Marrão. Com um elenco composto por Rachel Palmeirim e Eliana Lugatti, a Artecorpo Teatro e Cia traz um roteiro especial para o público infantil, misturando diversão, entretenimento e uma reflexão sobre obediência.

A peça conta a história de duas mães que permitem que suas filhas saiam de casa sozinhas pela primeira vez. Ao descobrir que as duas não chegaram no destino combinado, se desesperam e saem para procurá-las. Avistando um cenário montado, resolvem se distrair um pouco e contar a história de uma menina que se perde na floresta por desrespeitar as regras da mãe: Chapeuzinho Vermelho. Elas acreditam que assim poderão evitar que outras crianças façam o mesmo que suas filhas.

Para fechar a semana, no domingo, dia 31, às 11h, o Centro Cultural Paschoal Carlos Magno apresenta o show do álbum “Desaguou”, um encontro entre o cantor André Sampaio e o grupo Os AfroMandinga. Unindo tradição e modernidade, africanidades e brasilidades através do som, a apresentação será marcada por música de qualidade, ritmos dançantes e de grooves hipnóticos, que contagiam todo o público a cantar e entrar em sintonia com o cantor e a banda.

O álbum “Desaguou” consolida os 14 anos de carreira de André, guitarrista solo e compositor da banda de reggae Ponto de Equilíbrio. O músico se tornou um instrumentista ímpar, com suas influências claramente blues-jazzísticas, que se fundiram à guitarra do roots reggae jamaicano. Suas experiências e pesquisas em viagens pelo Brasil, Europa e África deram ao artista a oportunidade de tocar com grandes nomes da música nacional e internacional.

André e Os AfroMandinga trazem para o público um encontro entre Rio de Janeiro, Mali, Burkina Faso, Lisboa, Moçambique e Olinda, com participações nacionais e internacionais. As composições e arranjos proporcionam ao ouvinte viver essas experiências, que vão além de percepções sonoras. E é justamente aproximar os dois lados desse Atlântico negro a proposta do guitarrista, lançando olhar sobre um caminho onde Brasil e África possam estar mais próximos. “Desaguou” conta com 11 faixas, sendo 9 autorais e 2 versões de Nelson Cavaquinho e Jorge Ben, fincando de vez a bandeira tupiniquim carioca na conexão com a “terra-mãe”.