Categorias
NOVIDADES

O QUE FAZER? Arte na Rua é tema de exposição fotográfica

Exposição: “Almanaque”, de Leo Zulluh (Registro do projeto Arte na Rua)
Visitação: De 01 a 28 de fevereiro de 2015
Horário: das 10h às 18h, de terça-feira a domingo
Entrada gratuita
Classificação etária: livre
Local: Solar do Jambeiro
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195 – Boa Viagem
Informações: (21) 2109-2222 | (21) 2109-2223

A exposição “Almanaque”, do fotógrafo niteroiense Leo Zulluh, estreia no dia 1º de fevereiro, domingo, às 10h, no Solar do Jambeiro. A mostra reúne registros fotográficos de apresentações musicais, artes cênicas etc do projeto Arte na Rua, pela perspectiva de Zulluh. No dia 05 de fevereiro, quinta-feira, às 19h, haverá um “Encontro com o Artista”, quando o público poderá conhecer e trocar experiências com o fotógrafo.

O Arte na Rua é um programa da Fundação de Arte de Niterói (FAN) e da Secretaria Municipal de Cultura que, de modo gratuito, promove intervenções artísticas em diversos pontos da cidade.
“Almanaque” pode ser visitada até 28 de fevereiro, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.

Autodidata, Leo Zulluh começou a fotografar por hobby, ainda adolescente, quando carregava sua câmera analógica para todos os lugares que ia. Fã da boa música, mais tarde, já na era digital, Zulluh passou a registrar os shows que frequentava.

A união das duas paixões – música e fotografia – fez com que aprimorasse seu olhar, pesquisasse e debruçasse em estudos sobre a arte de fotografar.

Ao ingressar no quadro da Secretaria de Cultura de Niterói/FAN, em 2013, Zulluh pôde ficar ainda mais próximo do meio artístico e passou a registrar fotograficamente e apresentar – sua outra função – a maioria dos shows e eventos promovidos pela Secretaria, como o programa “Arte na Rua”, por exemplo.

Hoje, mix de fotógrafo e espectador, como se define, Zulluh acompanha de perto a evolução do “Arte na Rua’, em Praças e esquinas, e eterniza o programa através do seu talento e olhar artístico único e minucioso.

Onde quer que o Arte na Rua vá, lá está o Leo Zulluh, com seu equipamento registrando momentos ímpares, desde a explosão visceral do artista a emoção do público fiel.