Acesse nossas Mídias

Cultura

Um novo ângulo para apreciar Niterói

Compartilhe

Pela primeira vez, nestes 21 anos de existência do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, a cobertura do museu será aberta a visitações por tempo limitado.
Ontem foi inaugurada a instalação “De onde não se vê quando se está”, de Pedro Varella.
O projeto conta com a colaboração do @gru.a (grupo de arquitetos) e foi contemplado pelo III Prêmio Reynaldo Roels Jr. – uma parceria entre o Parque Lage | Escola de Artes Visuais e o MAC Niterói. 

O artista propõe ainda um desafio: como se desvencilhar da imagem que domina a experiência de quem visita o MAC? O projeto busca, portanto, adicionar à experiência do público a chance de simultaneamente estar neste objeto marcante e perder de vista sua imagem. Para isso, a ideia da ocupação da laje de cobertura do museu, de onde não se pode mais determinar seus limites nem reconhecer sua forma. “A instalação de uma escada em estrutura tubular no trecho da rampa que dá acesso ao pavimento de exposições – a mesma estrutura usada por alpinistas contratados para limpar os vidros do museu – oferece ao público a oportunidade de habitar a cobertura. A forma da superfície de cobertura, côncava para quem mira por baixo – a partir do salão de exposições – e convexa para quem a ocupa por cima, potencializa o que chamamos da dissolução do MAC, ou ao menos da imagem que se tem dele”, diz Pedro. 

“Estar na cobertura do MAC aponta ainda para o que foi aquele sítio antes da construção do museu: o mirante da boa viagem, um promontório debruçado sob o mar da Guanabara. A possibilidade de engendrar essas interpretações fez com que o projeto que aqui se apresenta se contaminasse positivamente, apresentando-se, agora, como resultado do rico cruzamento ocorrido durante as duas semanas de seminário oferecido pela EAV Parque Lage, em parceria com o MAC Niterói, dentro do contexto do III Prêmio Reynaldo Roels Jr”, finaliza o artista. 

Para o acesso à instlação, serão distribuídas senhas a quem tiver adquirido ingresso para entrar no museu (e quarta-feira será de graça). As senhas serão distribuídas em quatro horários durante o dia (9h30, 11h30, 13h30 e 15h30) exclusivamente para o acesso nos horários de visitação subsequentes. A distribuição obedecerá a ordem de chegada à recepção do museu. Portanto, não haverá possibilidade de compra antecipada ou de reserva. 

Local: MAC Niterói (Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem, Niterói, RJ)

Distribuição de senhas: 9h30, 11h30, 13h30 e 15h30

As pessoas com idade entre 12 e 18 anos só poderão acessar a instalação acompanhados por responsáveis.

O acesso à instalação será realizado em grupos de 15 pessoas para visitas de 15 minutos de duração. 
Em caso de chuva o acesso à instalação fica interditado.
.
Visitação de 10dez a 23dez.
R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Na quarta-feira a entrada é gratuita para todos..

+ INFORMAÇÕES: http://culturaniteroi.com.br/macniteroi/

 


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cultura

  • Agenda

    MAC e Museu Janete Costa reabrem para o público neste sábado

    Por

    CompartilheA Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria das Culturas/FAN, reabre neste sábado (08), para o...

  • Cultura

    Museu Janete Costa de Arte Popular com atrações virtuais

    Por

    CompartilheO Museu Janete Costa de Arte Popular oferece até 30 de abril uma divertida programação online....

  • Cultura

    Projeto de restauração do Cinema Icaraí aprovado

    Por

    Compartilhe O Conselho de Patrimonio Cultural de Niterói aprovou o projeto de restauração do Cinema Icaraí....

  • Agenda

    Oficina Social de Teatro apresenta a comédia “A irmandade das almas”

    Por

    CompartilheA Oficina Social de Teatro apresenta “A irmandade das almas”,espetáculo adaptado de alguns textos de Martins Penna. No dia da festade finados uma confusão acontece com vários núcleos da sociedadecarioca. Um homem que tira proveito dos mortos; uma moça se envolve com os problemas do namorado, que é coveiro; uma noviça que quer largar oconvento; três beatas fofoqueiras. Mantendo viva nessa encenação acomédia de costumes que foi introduzida por Martins Penna no cenárioteatral brasileiro, “A irmandade das almas” é uma comédia pra todafamília, que faz pensar sobre o lugar da mulher na sociedade, além dahipocrisia social. “Com este espetáculo, buscamos trazer sempre para a atualidade essegrande autor que foi Martins Penna que, com sua comédia de costumes,valorizou o teatro brasileiro. Como não queria escolher uma única obradesse autor utilizamos alguns textos para a montagem de uma outradramaturgia, mas respeitando os personagens de suas obras”, explica adiretora Erika Ferreira. Para este espetáculo, a OST fará uma grande campanha de formação deplateia através da oferta de ingressos gratuitos para estudantes darede pública de ensino de Niterói e pessoas ligadas a ONGs einstituições de caridade em geral. “Temos como fator prioritáriodiscutir temas que são importantes à sociedade, tendo no palco umaexcelente arma favorável à reflexão. Ao oferecer boa parte de seusingressos, a OST cumpre com um de seus pilares de missão que éoferecer teatro de qualidade a todos colaborando, com isso, comformação de uma sociedade mais justa e igualitária”, diz JoséGeraldo Demezio. SERVIÇO: 14 de dezembro de 2019 – 11h Classificação etária: Livre Duração média: 60 minutos Local: Sede da OST – Rua Saldanha Marinho, 14 – Centro – Niterói/RJ Ingressos: GRÁTIS Informações: (21) 2721-0468 REALIZAÇÃO: OFICINA SOCIAL DE TEATRO Link: http://www.ofsocialdeteatro.com/ Compartilhe

  • Cultura

    Mais uma operação do Procon nos mercados de Niterói

    Por

    CompartilheO Procon Estadual fiscalizou, na última segunda-feira (01/04), cinco estabelecimentos em Niterói e Maricá a pedido...

Topo