Acesse nossas Mídias

Agenda

Tania Malheiros traz os “Os Pioneiros do Samba” para o Teatro Municipal

Compartilhe

1516_flyerServiço

Tania Malheiros – “Os pioneiros do samba”
Data: Quarta-feira, 1° de julho de 2015
Horário: 19h
Ingressos: R$ 30 | Meia-entrada: R$ 15
Duração: 90 min
Classificação etária: livre

Teatro Municipal de Niterói
Rua XV de Novembro, 35, Centro
Tel: (21) 2620-1624

Com um repertório de clássicos do início do século XX, a cantora Tania Malheiros se apresenta no Teatro Municipal Niterói na quarta-feira, 1° de julho de 2015, a partir das 19h. O show “Os Pioneiros do Samba”, que conta com a participação do cantor e compositor Beto Fininho, também professor da Universidade Federal Fluminense, traz para o público canções como “Pelo Telefone”, de Donga e Mauro de Almeida, “Carinhoso”, de Pixinguinha e Braguinha, entre outras obras, que fazem sucesso até hoje, compondo a matriz histórica preparada pela artista para a ocasião. Os ingressos custam R$ 30 reais.

No show, que promete emocionar, não faltarão composições de Sinhô, João da Baiana, pérolas de Cartola, Nelson Cavaquinho, além de sambas de Xangô da Mangueira, Nelson Sargento, Wilson Moreira e Délcio Carvalho, incentivadores da carreira da cantora desde os primeiros shows, há 14 anos.

Tania também relembrará Ismael Silva, nascido em Jurujuba, Niterói, que canta sempre em suas apresentações. Em seu repertório não fica de fora “Eu não sou daqui, eu sou de Niterói”, de Ataulfo Alves e Wilson Batista, homenagem à sua terra natal. Já Beto Fininho, nascido em Quintino e criado em Oswaldo Cruz, relembrará Paulo da Portela, Bide e Marçal, entre outros ícones. “Os Pioneiros do Samba” terá direção musical e violão de 7 cordas de Kiko Chavez, cavaquinho de Santista Carlos, percussão de Gabriel Buzunga e José Carlos, e flauta de Osvaldo Garcia.

Tania aproveita para lembrar que ao cantar “Pelo Telefone”, primeiro samba registrado no Brasil (1916), estará também homenageando Vó Maria, viúva de Donga, sua maior incentivadora, falecida recentemente, aos 104 anos. “O Municipal de Niterói é um lugar muito especial para mim, porque naquele palco cantei com Vó Maria há mais de 10 anos e participei de shows beneficentes da minha cidade querida. É uma honra voltar a esse palco novamente”, comenta Tania, que pretende cantar, pela primeira vez, uma composição de sua autoria (“Não vim aqui pra chorar”), em homenagem ao samba e alguns de seus mais importantes ícones.

Tania Malheiros

Filha do cavaquinista Múcio de Sá Malheiros, desde pequena, Tania conviveu com música nas rodas de samba promovidas pelo pai. Formada em Jornalismo, em 1979, pela Universidade Estácio de Sá, trabalhou no Jornal do Brasil, onde, em 1997, ganhou o “Prêmio Esso de Jornalismo” nas áreas de Ciência e Tecnologia. Com pós-graduação na Cândido Mendes, e cursos de Extensão em Jornalismo de Políticas Públicas na UFRJ, publicou os livros “Histórias Secretas do Brasil Nuclear” e “Brasil, a Bomba Oculta”, este último lançado também na Alemanha pelo Instituto de Análises Estratégica. Trabalhou nos jornais o Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo e O Fluminense.

Entre os anos de 2000 e 2001, estudou canto com Glória Queiroz, tendo se iniciado nas rodas de samba no Figueira, Barreirinha e no Candongueiro, em Niterói. No ano de 2002, participou das homenagens pelo centenário do compositor mangueirense Carlos Cachaça, apresentando-se no Palácio do Samba, na Mangueira, e no Teatro Carlos Gomes. Depois de muitas participações em escolas de samba, em 2011, lançou o CD “Deixa eu me benzer”, com direção musical de Gilson Peranzzetta, no Teatro Municipal de Niterói. Em 2015, ao lado de Pecê Ribeiro e Osmar do Breque, apresentou o show “60 anos sem Geraldo Pereira: o Sambista Maior”, no CCJF (Centro Cultural Justiça Federal), no Rio de Janeiro.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Agenda

Topo