Acesse nossas Mídias

Cidade

Revitalização da Moreira César vira alvo de críticas da população

Compartilhe

moreiracesarCriticada desde o uso de granito em sua reforma, a revitalização da rua Coronel Moreira César, em Icaraí, tem sido constantemente bombardeada pela população. Seja pelo incômodo causado a moradores e lojistas do bairro a demora na finalização do projeto, a via tem sido alvo das pessoas em geral que estão insatisfeitas com o rumo que a obra tomou. Orçada em  R$ 8,9 milhões, a mudança na rua inicia, nesta terça-feira, sua segunda fase, que vai da Avenida Almirante Ari Parreiras a Rua Comendador Queiroz. Num primeiro momento, a ação que pretende transforma-la na Oscar Freire fluminense se concentrou na altura das ruas Miguel de Frias e Álvares de Azevedo, contudo, problemas estruturais geram dúvidas nos frequentadores do local sobre a execução da obra .

O arquiteto Bruno Madeira, responsável pelo projeto de modernização da via, conversou com o  jornal O Globo a respeito. Segundo o informativo, o profissional criticou algumas alterações no projeto, como o primeiro redutor de velocidade — muito alto — no início da Moreira César, ao acessá-la pela Miguel de Frias. O plano os contemplava apenas nos cruzamentos.

Em nota, a Prefeitura de Niterói garantiu que “será feito um reparo no redutor de velocidade de modo a suavizá-lo”. A prefeitura informa, ainda, que o projeto apresentado pelo arquiteto serviu apenas de base para a obtenção dos recursos para a obra. “Ele fez apenas o projeto básico, mas o escopo do contrato previa também um projeto executivo, que sofreu adaptações e ajustes”, diz.

Uma dúvida que paira sobre a obra é quando será finalizada. Integrante da comunidade Niterói Alerta, Rodrigo Cruz postou uma conversa que teve com o prefeito, Rodrigo Neves, através do Twitter. Questionado sobre o tempo da obra, Neves disse “que a previsão da conclusão é em maio.” Ele ainda pediu que Cruz o mantivesse informado sobre o assunto.

Um das principais reclamações dos moradores da região é a falta de rampas de acesso. Em março deste ano, o internauta Bruno Lobato publicou um vídeo nas redes sociais questionando falhas no projeto. Este é o segundo de uma série que o jovem produziu, apontando problemas que a obra vem sofrendo. Confira:

De acordo com a nota divulgada pela prefeitura, novas alterações estão sendo estudadas pelos responsáveis.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cidade

Topo