Categorias
NOVIDADES

CIDADE Procon Estadual realiza fiscalização de boates em Niterói

fiscalizaçãoA Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, realizou na noite do último sábado a quarta ação da Operação Balada Legal, que fiscaliza boates de toda a região. Desta vez a fiscalização foi realizada em quatro estabelecimentos em Niterói e Maricá.

Os fiscais retornaram também à Waxy Pub em Icaraí, que havia sido interditada no segundo dia de ação da operação, realizada em 25 de julho. Os agentes constataram que o proprietário cumpriu as exigências feitas na primeira fiscalização, desobstruindo a segunda porta de acesso ao estabelecimento. Com isto ela foi autorizada novamente a funcionar.

A boate Maria do Céu, localizada em Maricá, não apresentava cartazes educativos sobre o uso de drogas nem sobre a proibição do porte de arma. Também não estava exposta para o público a informação sobre a lotação da casa. Além disso, os fiscais determinaram que o estabelecimento trocasse as trancas das portas de acesso por não serem do tipo antipânico. Se a boate não cumprir a exigência, ela será interditada.

O Bar do Meio, localizado em Piratininga, Niterói, ampliou a sua lotação, mas ainda não tem o novo certificado do Corpo de Bombeiros que autorize esse aumento de público. Os proprietários informaram que já protocolaram um pedido na corporação e os fiscais deram um prazo de 15 dias para que o estabelecimento apresente o novo certificado. Caso isso não ocorra, ela será interditada. Os fiscais também encontraram 4kg e 500g depeito de peru vencidos e 700g de salame sem especificação de validade.

O saldo das duas ações da Operação realizadas neste final de semana foi de onze boates autuadas. O caso mais grave foi da boate Mariuzinn, localizada em Copacabana e fiscalizada na noite de sexta-feira (01/08), que foi interditada pelos fiscais por não apresentar o alvará de funcionamento da prefeitura nem o certificado do Corpo de Bombeiros e por estar com seis de seus extintores de incêndio com prazo de validade vencido.

Fonte: Procon RJ

Imagens/Reprodução