Acesse nossas Mídias

Cidade

Prefeitura de Niterói e Secretaria Estadual de Transportes debatem projetos em parceria para melhorar a mobilidade no município

Compartilhe

transiO prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, recebeu em seu gabinete, na última quinta-feira (10.9), o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, para tratar de projetos de mobilidade em Niterói. Na ocasião, Osório anunciou que a terceira embarcação encomendada na China, a barca Itacoatiara, já está no mar e chega ao Rio no início de outubro. A nova barca entrará em operação ainda este ano. Também no fim do ano chagará a quarta embarcação – Copacabana. Até a metade de 2016 serão um total de seis novas barcas operando no trajeto Rio-Niterói.

“Essa é uma notícia muito boa trazida pelo secretário. No início de 2016 teremos uma melhora significativa da performance do sistema hidroviário, que vai agregar um aumento da capacidade de transporte de passageiros muito importante. Nessa reunião de trabalho estamos debatendo a mobilidade que, junto a segurança pública, é um grande desafio para Niterói. Desde o início do governo nós temos enfrentado e trabalhado a melhoria da mobilidade no nosso município. Nós implantamos as reversíveis, concluímos a obra do mergulhão, estamos ampliando de maneira expressivas as ciclovias, melhoramos a circulação na cidade, entretanto ainda temos muitos desafios no campo da mobilidade urbana em Niterói para garantir melhor qualidade de vida para os cidadãos”, afirmou o prefeito.

Rodrigo Neves destacou que a parceria da prefeitura com a Secretaria Estadual de Transportes tem sido muito positiva.

“Nós tivemos conquistas importantes nos últimos dois anos em função dessa parceria, notadamente o investimento de R$ 100 milhões para a duplicação da Avenida do Contorno, uma obra esperada há mais de 40 anos, a modernização da estação Araribóia, e a possibilidade de utilização da barca por ciclistas, na ligação Niterói-Rio, sem pagar tarifas adicionais. Esse foi um trabalho conjunto da prefeitura e da secretaria junto à concessionária. Além disso, ressalto a chegada das novas barcas, já temos a Pão de Açúcar e a Corcovado, que melhoraram a performance do transporte hidroviário, entretanto é necessário avançar mais”, disse Neves.

O prefeito ressaltou ainda que estão avançadas as conversas com relação à implantação, na estação de Charitas, de tarifa similar à praticada na estação Araribóia.

“Esse é um pedido da prefeitura ao Estado porque as obras da TransOceânica estão avançando. No final de setembro iniciamos as obras pelo lado de Charitas, então o cronograma está sendo cumprido. O secretário estará na cidade no fim do mês para visitar os primeiros 100 metros de perfuração do túnel Luís Antônio Pimentel, ligando a Região Oceânica à Zona Sul, e o Estado está analisando o projeto de fazer a ligação de Charitas para o Rio com preços similares aos cobrados na estação Arariboia”, explicou.

O secretário Carlos Osório informou ao prefeito que, desde que as novas barcas Corcovado e Pão de Açúcar entraram em operação, houve um aumento de 10% no número de passageiros durante o horário de pico da manhã.

“Com a entrada em operação da Corcovado, nós já começamos a ver uma curva de crescimento do número de passageiros transportados, ou seja, o usuário começa a perceber a melhoria na qualidade do serviço e migra para o transporte hidroviário. No pico da manhã houve um aumento de 10%, muito significativo. No total do sistema são 105 mil/dia, no início do ano ficava abaixo de 100 mil, e a estação Araribóia representa 80% deste fluxo”, disse.

O secretário também destacou a importância estratégica de Niterói dentro da Região Metropolitana,e que investimentos na mobilidade do Leste Metropolitano são prioridade porque esta é a  única grande área que não tem um sistema de transporte de alta capacidade.

“Esse é um tema importante. Além do investimento na ligação de barcas com o Rio de Janeiro, que para nós é estratégico e fundamental, cujos frutos já estão vindo, tenho muita satisfação de apresentar ao prefeito os resultados desses meses de operação das duas novas barcas e confirmar a Itacoatiara entrando em operação em outubro”, afirmou o secretário.

Sobre a importância da TransOceânica como iniciativa de mobilidade, e a possibilidade da estação de Charitas implantar uma tarifa mais barata, o secretário disse que o assunto será discutido pela secretaria junto à concessionária.

“A TransOceânica, dentro do planejamento de mobilidade da Região Leste Metropolitana, tem um papel estratégico. Nós teremos a ligação da região que mais cresce em Niterói com a área de Charitas, e a possibilidade de mais pessoas escolherem o modal aquaviário para ir ao Rio de Janeiro. Esse é um desafio, o pleito da prefeitura está colocado, nós iremos discutir com a concessionária como viabilizar, primeiro, o aumento da capacidade da linha de Charitas, e encontrar uma solução tarifária para termos dois serviços, o seletivo, que já existe, e a possibilidade que está sendo estudada que é a implantação de um serviço social, com uma tarifa menor do que é cobrado atualmente em Charitas. Essa iniciativa da prefeitura é vital, é uma obra prioritária. A prefeitura estará ajudando muito na modalidade do Leste Metropolitano”, disse Osório.

Secretário apresenta projeto do BRT da RJ-104 ao prefeito Rodrigo Neves

O secretário estadual de Transportes também apresentou ao prefeito Rodrigo Neves o projeto do BRT da RJ -104, que ligará Manilha ao centro de Niterói, e que vai retirar da Alameda São Boaventura e do Centro dezenas de ônibus que circulam por Niterói influenciando negativamente o trânsito da cidade.

Rodrigo Neves também anunciou que na segunda quinzena de setembro terá uma reunião com a nova concessionária da Ponte Rio-Niterói. Será discutida a antecipação, ainda para este ano, do início das ações relacionadas ao projeto do mergulhão da Praça Renascença. A obra está prevista para começar no ano que vem.

“A Secretaria Estadual de Transporte, em parceria com a prefeitura, está trabalhando para antecipar o cronograma e o início dessas obras, que vão melhorar muito o fluxo para quem mora na região Norte da cidade e o acesso à Niterói. Discutimos hoje agendas extremamente positivas para a mobilidade. Mais uma vez ressalto a parceria da prefeitura com o governo estadual. Não são projetos que estamos discutindo aqui, já são entregas feitas, como a duplicação da Avenida do Contorno, a modernização das barcas e outras medidas que já melhoraram muito a mobilidade e a circulação em Niterói”, disse o prefeito.

O deputado estadual Comte Bittencourt também participou do encontro.

“É uma reunião muito oportuna, porque discutir a questão da mobilidade em Niterói é discutir o Leste Metropolitano, já que a cidade é o corredor de acesso ao Rio de Janeiro. Todas essas alternativas, pensadas de forma articuladas, com integração municipal, são fundamentais para melhorar a mobilidade na nossa região”, afirmou o parlamentar.

Também participaram do encontro a presidente da Rio Trilhos, Tatiana Carius; o superintendente de Relacionamento Institucional da Secretaria Estadual de Transportes, Breno Vidal; e as secretárias municipais de Urbanismo e Mobilidade, Verena Andreatta, e de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cidade

Topo
Abrir chat
Precisa de ajuda?