Categorias

O QUE FAZER? Othello o Mouro de Veneza no Teatro Popular Oscar Niemeyer

Peça que já foi encenada em todo o Brasil e no exterior ganha uma encenação que fará                                     temporada durante o mês de maio em Niterói.

A Terceiro Sinal Produções Artísticas apresenta seu primeiro projeto: “Othello – O Mouro de Veneza”. Com co-produção do Teatro Popular Oscar Niemeyer, o espetáculo será apresentado a partir do dia 01 de maio e a temporada será de cinco semanas. No elenco, formado através de audições, atores da nova geração contracenam com mais experientes: Adam Lee, André Celant, Bruna Mérida, Bruno Luzes, Diego Reishoffer, Farley Matos, Juliana Carrano, Ricardo

Brandão, Stella Fracho, Thiago Braga e Tomás Ribas. À frente da adaptação e direção está Carlos Fracho. A peça conta a história de Othello, um general do exercito de Veneza. Homem honrado, valoroso soldado, respeitado por todos, apesar de sua origem humilde e sua cor negra, tem acima de tudo a confiança do rico senador Brabântio. Em sua tropa, existem dois homens de sua total confiança, Cássio e Yago, mas quando o general escolhe Cássio para ser promovido á tenente,

Yago é invadido pelo sentimento da mais pura inveja e prepara uma vingança. Após descobrir que Othello se encontrava, as escondidas, com Desdêmona, a bela filha do senador Brabâncio, trama para que os dois sejam descobertos. No entanto, seu plano dá errado e ao invés do senador condenar o mouro à morte, ele permite o casamento entre os dois amantes. Mas na noite do casamento, a Guerra em Chipre tem inicio, e Othello é obrigado a partir, deixando sua esposa aos cuidados do amigo Cássio. Yago percebe, então, outra oportunidade de se vingar de seu general e enquanto estão em Chipre, ele envenena a mente de Othello até que ele fica louco de ciúmes.

Montar um projeto próprio sempre foi um sonho dos produtores Bruno Luzes e
Diego Reishoffer. No ano passado participaram da leitura do espetáculo e decidiram fazer a montagem. “Durante o ciclo de leitura de 2014, todos os textos foram de Sheakspeare. Das nove leituras, uma das que ficou mais cheia,

foi Othello. Então percebemos o potencial que existia nessa peça. Mesmo o texto do autor sendo complexo e com uma linguagem datada, Sheakspeare traz temas atuais como intriga, amor, paixão, inveja e outros sentimentos”, comenta Bruno. A Terceiro Sinal atua no mercado da cultura de Niterói há cinco anos trazendo espetáculos famosos do público. Em seu portfólio estão “A História de Nós 2”, “Não Existe Mulher Difícil”, “Calígola”, “Sexo, Drogas e Rock ́n roll” e tantas outras. Sempre procurando trazer o que há de melhor no cenário do teatro, música e dança, com os melhores atores e diretores do país.

O primeiro projeto será também um presente à cidade de Niterói, sua terra natal. ”Temos vários motivos para escolher Niterói. Além de ser nossa cidade sede, é um celeiro de grandes artistas e sempre recebe grandes estreias nacionais. O público daqui é muito caloroso e acaba sendo um termômetro para as produções de fora.”, analisa Diego. Outro forte incentivo à produtora foi o apoio da diretora do TPON, Carla Tavares. Ela comenta que viu muito potencial na leitura e que um aparelho municipal como o Teatro Popular precisa receber projetos como este. “Quando assisti a leitura, fiquei encantada. O Teatro Municipal estava lindo e era uma ‘simples’ leitura dramatizada. Conversei com os meninos depois e os instiguei a montar a peça, mas agora sem o texto na mão. Trazemos tantos espetáculos que se tornam sucesso, por que não criar um sucesso da nossa cidade?”, pontua.
Para arrematar o projeto, foram escolhidos a dedo: Zé Carlos Ribeiro para montar o cenário, Cristina Daher do Atelier Cotton de Fadas para compor o figurino, Renato Badeco Dias para a trilha sonora e Rafael Cesar Grampolla na concepção da luz. Toda a equipe de produção e execução do projeto é composta por profissionais da cidade que se dedicaram a alavancar o espetáculo.