Categorias
NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Niterói está entre as 10 melhores cidades do País em saneamento básico

Segundo levantamento do Instituto Trata Brasil, divulgado na última segunda (22), Niterói ocupa atualmente o 10° lugar no ranking das melhores cidades do País em saneamento básico. Foram estudadas as 100 maiores cidades brasileiras, onde Niterói ficou com a primeira colocação entre os municípios do Estado do Rio de Janeiro. A cidade fluminense passou da 19° para a 10° posição em relação ao último levantamento.

O estudo foi elaborado com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), ano base 2017, e divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. O ógão é o responsável por reunir todas as informações fornecidas pelas empresas prestadoras dos serviços de água e esgoto das cidades. Este ano, a análise contou com novos indicadores de água e esgoto, além de dados sobre perdas de água, investimentos, operadoras e tarifas.

A Prefeitura de Niterói e a concessionária Águas de Niterói, segundo informações divulgadas, estão investindo cerca de R$150 milhões na construção de novas estações de tratamento de esgoto. O objetivo da ação é alcançar 100% no tratamento e coleta de resíduos. Segundo o Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, em entrevista, metas antecipadas foram essenciais para tal resultado:

“Nos últimos cinco anos, ampliamos investimentos em saneamento, aumentando o escopo da Parceria Público Privada da gestão municipal no setor, e antecipamos metas previstas para serem cumpridas apenas em 2023. Graças a esse esforço conjunto, entregamos novas estações de tratamento de esgoto, como a ETE Sapê, melhoramos ainda mais a performance de outras ETEs e, com o início da operação da ETE Badu vamos chegar a cobertura de todas as regiões com a rede coletora de tratamento de esgotos”, conta o prefeito.

Plano Municipal de Saneamento

A Prefeitura está elaborando o Plano Municipal de Saneamento Ambiental (PSA). O objetivo é estabelecer prioridades e metas a serem cumpridas futuramente na cidade. O Plano é composto por quatro frentes de atuação: abastecimento de água, coleta de esgoto, gestão de resíduos sólidos e drenagem. No primeiro momento a ideia é cadastrar os bairros do Centro, Zona Sul e Zona Norte.

De acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, o PSA vai orientar os caminhos a serem adotados para avançar na excelência dos serviços.

“Nosso trabalho não acaba quando atingirmos, por exemplo, os 100% de cobertura de tratamento de esgoto. Este é o ponto de partida para podermos focar na despoluição de lagoas e rios que receberam dejetos sem tratamento durante anos. Apesar das conquistas no saneamento ambiental em Niterói, o PSA é fundamental”, finalizou Grael.