Acesse nossas Mídias

Cidade

Licitações garantem ao menos duas novas obras para Niterói

Compartilhe

mercado-popular-largoA Prefeitura de Niterói realizou a licitação de duas obras que são extremamente aguardadas pela população da cidade. Com isso, os primeiros passos para a construção do Mercado Popular no Largo da Batalha e da TransOceânica. As informações foram dadas pelo site da administração municipal.

A autorização para a licitação da obra do Mercado Popular do Largo da Batalha, na Região de Pendotiba, antiga reivindicação dos feirantes que atuam no bairro, foi assinada na noite de ontem. O edital será publicado no Diário Oficial do Município nesta quinta-feira (11/9) e tem previsão para ocorrer no dia 3 de outubro. O investimento na obra é de R$ 1,9 milhão.

No local, além do Mercado Popular, funcionará também a sede do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social),  que vai atender não só o Largo da Batalha, como também a Região Oceânica.

A previsão é de que toda a obra esteja concluída em oito meses, sendo que o mercado ficará pronto em torno de quatro meses e já começa a funcionar antes mesmo do término do CREAS.

O empreendimento contará,  também, uma área reservada para carga e descarga e para funcionários da Clin (Companhia de Limpeza de Niterói), além de um espaço externo que será destinado principalmente para artesanato.

Com relação a TransOceânica, considerada o maior projeto de mobilidade urbana de Niterói e que ligará o Engenho do Mato a Charitas, começa a sair do papel este mês. Foi realizada, na manhã de ontem a licitação para a construção da via expressa. O consórcio que executará a obra será o Constram-Carioca TransOceânica, formado pelas empresas Constram S.A. Construções e Comércio e Carioca Engenharia Christiani-Nielsen.

A proposta vencedora, que deverá ser homologada nos próximos dias, estipula o valor de R$ 310.894.585,00 para executar os 9,3 quilômetros da via, incluindo o Túnel Charitas-Cafubá, sem cobrança de pedágio, e suas 13 estações para embarque e desembarque de passageiros.

O prazo de execução da TransOceânica é de 24 meses a contar da ordem de inicio dos serviços que deve ser dada ainda este mês. As empresas que formam o consórcio são responsáveis por obras como linha 4 do metrô, Arco Metropolitano, ampliação do aeroporto de Viracopos, e até construção de usinas hidrelétricas, e estão entra s mais importantes do setor.

 A TransOceânica vai atender a 11 bairros da Região Oceânica de Niterói e beneficiar  cerca de 70 mil pessoas. A via terá um total de 9,3 quilômetros de extensão com faixas exclusivas para ônibus, um túnel de 1,3 quilômetro, que vai ligar os bairros Cafubá e Charitas, além de ciclovias e 13 estações.

Os ônibus funcionarão no sistema BHLS (Bus of High Level of Service) e serão equipados com ar-condicionado, e portas de ambos os lados. Os passageiros serão recolhidos nos próprios bairros onde moram e os ônibus serão autorizados a entrar na faixa exclusiva do BHLS.

No projeto da TransOceânica está prevista também a integração da via com a estação hidroviária de Charitas, que será transformada em um terminal intermodal.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cidade

Topo
Abrir chat
Precisa de ajuda?