Categorias
NOVIDADES

Balanço do final de semana: Operação Bomba Limpa autuou cinco postos de combustível

No último dia 18, os fiscais do Procon Estadual e da Operação Barreira Fiscal, ligada à Secretaria de Estado de Governo e Relações Institucionais, iniciaram uma ação especial da Operação Bomba Limpa feita em conjunto com a Operação Barreira Fiscal, da Secretaria de Estado de Fazenda. A Operação ocorreu durante o final de semana e vistoriou nove postos de combustíveis da Zona Sul e Zona Oeste, no Rio, e de Niterói.

Na sexta-feira, os fiscais estiveram no Flamengo e autuaram o Auto Posto Parque do Flamengo, localizado na Av. Infante Dom Henrique, 1, porque não apresentou a licença de operação ambiental e não possuía o Livro de Reclamações. Já o Auto Posto Flamengo, localizado na mesma avenida, sem número, não exibia preços em produtos expostos à venda. O Auto Posto Iate, localizado na Av. Repórter Nestor Moreira, 41, em Botafogo, não apresentou irregularidades.

No sábado (19/01), os fiscais vistoriaram três postos na Barra da Tijuca. Apenas o posto São Conrado, localizado na Estrada Barra da Tijuca, 25 –A, foi autuado. Ele não contava com licença de operação ambiental, certificado de posto revendedor, Livro de Reclamações, Código de Defesa do Consumidor para consulta do cliente e não exibia a informação do fornecedor na bomba de combustível. Além disso, a principal ocorrência foi a ausência do instrumento para realização do teste de proveta. Os fiscais deram o prazo de 72 horas para apresentação do laudo do combustível na sede da autarquia. Não foram autuados nesse dia: o Posto Itanhangá, em frente ao número 793 da Estrada da Barra da Tijuca, e o Posto Love Story, no número 2770 da mesma estrada.

No domingo, dia 20/01, três postos de Niterói foram fiscalizados e dois deles, autuados. O Posto Jardim Uba, da Estrada Francisco da Cruz Nunes, 5874, em Piratininga, além de não exibir preços nos produtos à venda e não contar com a licença de operação ambiental, teve dois bicos de combustível lacrados por ultrapassar 50ml do limite do teste de bomba baixa.

O Posto Bill Stop, no número 9163 da estrada, em Itaipu, não contava com licença de operação ambiental, certificado de posto revendedor, Livro de Reclamações e acabou com uma ilha do posto interditada por falta de extintor, o que pode causar risco à segurança do consumidor, e um bico de combustível lacrado por ultrapassar 273ml do limite do teste de bomba baixa. O Auto Posto Maralegre (Av. Tamandaré, 665, em Piratininga) não apresentou irregularidades.