fbpx
Acesse nossas Mídias

Notícias

Alice foi a primeira criança a se vacinar contra a Covid-19 em Niterói

Alice foi a primeira criança a se vacinar contra a Covid-19 em Niterói

Compartilhe

Niterói deu início, nesta segunda-feira (17), à vacinação contra Covid-19 em crianças de 05 a 11 anos de idade com a vacina Pfizer, de acordo com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Alice Freire, de 11 anos, foi a primeira criança a se vacinar. A jovem tomou a sua dose na Policlínica Dr. Sérgio Arouca, no Vital Brazil.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, explicou que para ser vacinada, a criança tem que estar acompanhada de um responsável legal que deverá estar de posse da carteira de vacinação da criança.

“A vacinação, ministrada com a vacina Pfizer, está sendo realizada neste primeiro momento para crianças entre cinco e 11 anos com comorbidade e deficiência permanente, semana que vem será liberada também para as demais crianças”, detalhou.

O município recebeu na sexta-feira (14) 2.200 doses para a imunização, que acontece em três unidades de saúde: policlínicas do Vital Brazil, Engenhoca e Itaipu.

A testagem para Covid-19 que acontecia nestes três locais foi remanejada para novos postos.

Raylana de Souza, mãe da Alice, falou sobre a sensação de ver sua filha vacinada.

“Estou muito feliz, é uma evolução porque estamos no caminho certo, as crianças estão animadas pois fazem parte da sociedade, estão vendo o que está acontecendo no mundo com a pandemia e precisam ser incluídas nesse espaço. Muito importante que os pais tragam seus filhos para se vacinarem’’, disse Raylan

Alicia Nunes, de 11 anos, também recebeu a vacina contra a covid-19. Para a mãe, Claudiana Ferreira, é uma sensação de vitória ver a filha se vacinando.

“É uma emoção muito grande ver minha filha se vacinando, a gente estava esperando tanto por esse momento. Eu já tomei a primeira e segunda dose e ter ela vacinada traz um conforto também”, relatou Claudiana.

A imunização foi iniciada pelas crianças com comorbidade e deficiência permanente. Posteriormente, a vacinação segue para as outras crianças, de acordo com calendário de idade decrescente, considerando que as maiores faixas etárias ainda são as de maior risco.

Para receber a dose da vacina não será exigido qualquer tipo de prescrição médica solicitando a vacinação, apenas o laudo médico para as crianças com comorbidade e deficiência permanente. No ato da imunização é necessária a presença do responsável legal.

Para a vacinação, as crianças precisam ter intervalo de 15 dias de qualquer vacina. A estimativa do município é vacinar mais de 38 mil crianças nessa faixa etária.

A vacinação para esta faixa etária acontece na Policlínica Sérgio Arouca (Vital Brazil), Policlínica Regional de Itaipu e Policlínica Regional Dr. Renato Silva (Engenhoca). A imunização está disponível de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h, com entrada até 16h.

A testagem para Covid-19 que acontecia nestes locais foi remanejada para Praça Vital Brazil, Capela Divino Espírito Santo (Engenhoca) e Igreja Lagoinha (Piratininga).

De acordo com o cronograma, a estimativa é concluir a vacinação das crianças com comorbidade em 5 dias e das demais em 3 semanas. A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que o calendário será ajustado de acordo com as doses recebidas pelo Ministério da Saúde.

Em 16 de dezembro de 2021, foi aprovado pela Anvisa a administração da vacina Pfizer contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. Esse é o único imunobiológico autorizado no Brasil para vacinação de pessoas a partir de 12 anos. Mais de 39 países vacinam crianças contra a Covid-19 e, só nos EUA, mais de 5 milhões de crianças já foram vacinadas.

Além disso, a OPAS/OMS já ratificou a importância do Brasil iniciar o quanto antes a vacinação das crianças a partir de 5 anos. Segundo o Ministério da Saúde, o imunizante para essa população chega ao país na segunda quinzena de janeiro.

Em nota técnica, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) explicou que as crianças também adoecem por Covid-19, são veículos de transmissão do vírus e podem desenvolver formas graves e até evoluírem para o óbito. De acordo com a Fiocruz, a vacinação de crianças vai reduzir formas graves e óbitos pela doença nessa faixa etária, além de colaborar com a redução das transmissões e ser uma das mais importantes estratégias para o retorno e manutenção segura das atividades escolares presenciais.

CONFIRA O CALENDÁRIO:

Crianças com comorbidades e deficiências permanentes

17/01 – 11 anos

18/01 – a partir de 10 anos

19/01 – a partir de 9 e 8 anos

20/01 – a partir de 7 e 6 anos

21/01 – a partir de 05 anos

Demais Crianças

24 e 25/01 – a partir de 11 anos

26 e 27/01 – a partir de 10 anos

28 e 31/01 – a partir de 9 anos

01 e 02/02 – a partir de 8 anos

03 e 04/02 – a partir de 7 anos

07 e 08/02 – a partir de 6 anos

09 e 10/02 – a partir de 5 anos

ENDEREÇOS DE VACINAÇÃO DE CRIANÇAS

– Policlínica Regional Doutor Renato Silva – Avenida João Brasil, s/nº, Engenhoca.

– Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.

– Policlínica Regional de Itaipu – Avenida Irene Lopes Sodré – Itaipu.

NOVOS LOCAIS DE TESTAGEM

Praça do Vital Brazil – R. Maestro José Botelho, Vital Brazil

Igreja Lagoinha – Estrada Francisco da Cruz Nunes, 5260, Piratininga

Capela Divino Espírito Santo – Rua Ver. José Vicente Sobrinho, 485, Engenhoca

DOCUMENTAÇÃO

Carteira de vacinação da criança
Identidade ou certidão de nascimento
CPF ou cartão SUS
Comprovante de residência do representante legal
Laudo médico indicando condição clínica (comorbidades e deficiência permanente)


Foto: Luciana Carneiro

Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Notícias

Topo
Precisa de ajuda?