fbpx
Acesse nossas Mídias
Exposição 3

Uncategorized

Exposição “Metamorfose: das sombras à luz” em cartaz no MAC em homenagem ao Mês da Mulher

Compartilhe

Sete mulheres que recebem apoio da Codim posaram para as lentes de Adriana Oliveira. Mostra acontece no MAC de 8 a 20 de março

A Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres da Prefeitura de Niterói vai lançar, nesta sexta-feira, 8 de março, no mezanino do Museu de Arte Contemporânea (MAC), a exposição “Metamorfose: Das sombras à luz”, uma imersão poética através da fotografia.

Sete mulheres que recebem apoio da Codim posaram para as lentes de Adriana Oliveira.

Na exposição, o público é convidado a fazer uma reflexão profunda sobre as muitas faces da violência contra a mulher, mas também sobre o poder da metamorfose e do renascimento.

“A partir dos ciclos da natureza, essa exposição retrata o processo de fortalecimento de mulheres que sofreram situações de violência. Mulheres reais, com histórias de vida reais. Todo o processo, desde a chegada delas aos nossos equipamentos, é mais sobre fortaleza do que sobre a dor. Há 21 anos a Codim trabalha para que a dor não nos defina. Estamos construindo um novo olhar sobre as nossas experiências, transformando e marcando o início de uma nova trajetória nas vidas das mulheres por meio das políticas públicas que implementamos”, explica Thamyris Elpidio, coordenadora da Codim.

Conselheira do Conselho de Mulheres de Niterói, Fernanda Sixel destaca que as histórias que estão sendo contadas na exposição não foram finalizadas pela dor, mas continuam sendo escritas com apoio e cuidado integral rumo à felicidade.

“A arte tem o poder de tocar e acessar nossas emoções e sentidos. Que cada imagem, cada história, nos faça refletir sobre a violência ainda presente na vida das mulheres. A violência de gênero, que não é individual, mas um problema coletivo e social! E principalmente, que cada mulher, perceba que a violência não a define, que existem as primaveras e verões, que a superação e a conquista de uma vida livre de violência é possível!”, ressalta Fernanda.

O projeto teve criação e execução da Codim e da fotógrafa niteroiense Adriana Oliveira, cuja avó foi vítima de violência doméstica, e contou com a coragem de sete mulheres, em processo de cura recebendo o apoio dos equipamentos públicos para mulheres em Niterói, que posaram para a câmera fotográfica e se permitiram viver esta imersão artística da dor.

“Através da minha lente , as mulheres que enfrentaram a sombra da violência encontram uma poderosa ferramenta de expressão e cura. Cada imagem capturada é mais do que apenas uma cena congelada no tempo; é um testemunho visual de suas jornadas, de suas cicatrizes e de sua resiliência. Na fotografia, elas descobriram uma maneira de compartilhar suas histórias sem palavras, de revelar suas verdades mais profundas sem precisar pronunciá-las em voz alta. Em cada clique da câmera há um ato de coragem, uma declaração de que elas se recusam a serem definidas por seus traumas. A fotografia não apenas dá voz às suas experiências, mas também as capacita a reivindicar sua narrativa, a desafiar estereótipos e a inspirar mudanças. Que cada imagem capturada seja um lembrete de sua força interior e um chamado à ação para criar um mundo onde todas as mulheres possam viver sem medo”, destaca Adriana.

Serviço

Exposição Metamorfose: das sombras à luz
Lançamento: 08/03, às 15h, no MAC
Em exibição de 08/03 a 20/03
Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC)
Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h (entrada até 17h30).


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Uncategorized

Topo
Precisa de ajuda?