Categorias
NOVIDADES

Skatistas de Niterói fazem passeata por melhorias no esporte

1001111_206745526157899_611705141_nAproveitando a onda democrática que o Brasil presencia nos últimos meses, um grupo bem específico da sociedade também quer que sua voz seja ouvida. Crescendo cada vez mais em Niterói, os skatistas da cidade querem cobrar das autoridades do município maiores investimentos no esporte e melhores condições para a prática na cidade. Por isso, no dia 1º de setembro, domingo, cerca de mil skatistas participarão da “1ª Skateata de Niterói”, em Icaraí.

O evento, proposto e divulgado nas redes sociais, foi ideia do skatista Bruno Lobato (em destaque na foto abaixo), de 36 anos, que divide sua paixão pelo esporte com seu trabalho de gerente comercial. Acostumado a organizar e promover competições na cidade, ele afirma que o motivo principal do encontro é a falta de locais estruturados para a prática da modalidade.

“Várias pessoas me cobravam o motivo de não fazer mais campeonatos de skate em Niterói. Infelizmente nossa cidade ficou para trás nesse esporte que cresce a cada dia no Brasil inteiro. Vemos diversas cidades de menor porte inaugurando e investindo na estrutura das pistas e Niterói segue estagnado. Por isso fiz uma página na internet para promover a “skateata””, disse Bruno, que, não entanto, não imaginava o tamanho da repercussão que a causa ganharia.

“Fiz a página sem muita pretensão. Achei que juntaria de 50 a 100 pessoas, mas, em menos de 24h éramos mais de 250. Hoje estamos ultrapassando a barreira de 900 e acredito que no dia seremos perto de 1.200. Isso mostra a força e a quantidade de skatistas da cidade e que buscam as mesmas coisas”, comentou Bruno, que, em contrapartida, não considera o movimento uma “manifestação” nos moldes das que vêm acontecendo no país. 536914_206082309557554_461975029_n

“No último dia 12 de agosto, fizemos uma reunião com pessoas do movimento para vermos o que realmente iríamos reivindicar e ficou acordado que não faríamos uma manifestação e sim uma passeata. Conversamos com a prefeitura, com o vice-prefeito Axel Grael, que nos garantiu a estrutura do skate em Niterói. Então não tem motivo para uma manifestação”, declarou.

Reivindicações –  Segundo Bruno Lobato, os pedidos da skateata são todos exclusivos para a melhor estrutura à prática do esporte. O movimento pede que projetos de Skate Park feitos pela prefeitura saiam do papel, assim como a reforma e melhoria nas atuais pistas; construção de obstáculos simples (como corrimão, banco e caixote) em praças que não comportem um Skate Park, além de um local com asfalto seguro para a prática do Downhill (descer ladeira).

Percurso – A manifestação seguirá um trajeto específico das 14 às 16h. A concentração inicial será no rink de patinação do Campo de São Bento, com saída às 14h30, pela Avenida Roberto Silveira até a rua Miguel de Frias. O encontro permanecerá em deslocamento pela Praia de Icaraí e a chegada acontecerá na Praça do Canal, na Avenida Ary Parreiras. Uma próxima reunião de ideias para a “Skateata” será realizada nesse domingo, 25 de agosto, às 15h, na pista de São Francisco.