Categorias
NOVIDADES

Promotoria quer o fim da concessão da Barcas S/A

Diante das constantes falhas operacionais, a promotora Gláucia Santana afirmou que a empresa Barcas S/A não tem mais capacidade para ser a responsável pelo transporte marítimo de passageiros entre Rio e Niterói. A promotora defende a cassação da concessão da empresa, por descumprimento dos termos do contrato firmado com o governo do estado.

Em 2003, a responsável pela 6ª Promotoria de Tutela Coletiva da Cidadania entrou com uma ação na Vara de Fazenda Pública, pedindo a cassação da concessão da empresa. O processo, quase dez anos depois, ainda está em fase de coleta de provas.

Novos sócios

A promotora volta a reforçar a importância da proposta no momento em que o governo do estado busca novos sócios para a Barcas S/A. A revelação foi feita pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Júlio Bueno, que enfatizou o empenho do próprio governador Sérgio Cabral.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o governo do estado informou que não há projetos para o fim da concessão das barcas e que qualquer mudança no contrato da empresa será divulgada. A empresa Barcas S/A informou que não há nenhum motivo para cassação da sua concessão.