Categorias
NOVIDADES

Prefeitura inicia obras para contenção de encostas no Capim Melado

capim-melado1Após quase seis anos de espera (desde 2007 o projeto esperava autorização) finalmente as obras de contenção de encostas na comunidade do Capim Melado, em Ititioca, foram iniciadas. A intervenção faz parte do programa de urbanização da localidade, que também receberá obras de drenagem, pavimentação e melhorias habitacionais. A Prefeitura de Niterói será responsável por um investimento de R$1.748.934,80 e o Governo Federal, através do Ministério das Cidades, por R$ 6.525.956,54, totalizando R$ 8.348.076,86 de recursos aplicados.

A primeira etapa da obra prevê estudos topográficos para a realização das melhorias. Com área de 127.078m² e uma população estimada em aproximadamente mil habitantes, o Capim Melado deve receber ainda um centro comunitário, quadra esportiva, praça, creche, além da recuperação de área degradada e a complementação do sistema viário existente. O prazo para finalização de todo o projeto é de 12 meses.

Detalhamento – A comunidade do Capim Melado é composta por três setores que se interligam. O primeiro localiza-se ao longo da Rua Bispo Dom João da Mata e Ricardina Ozório; o segundo é o acesso pela Estrada Padre José Eugert com a Rua Márcia Valéria e Nossa Senhora de Fátima, e o último é o acesso pela Rua Rufino Adam Saens, ao lado do loteamento Sítio do Céu. O projeto propõe a implantação de novas vias de interligação; melhorias nas vias existentes com recapeamento, recuperação e implantação de passeios e escadarias, e colocação de corrimãos para proteção de pedestres.

Com sistema de drenagem em apenas 22,3% dos imóveis, a obra também inclui a implantação de poços de visitas, visando a complementação à rede coletora e a implantação da calha natural de escoamento. Para recuperar as áreas degradadas, que somam 761,07m², serão feitos aterros, enchimento de cavas, plantio de gramas em placas, de 1.500 árvores isoladas e 3.100 arbustos para jardins.

As melhorias habitacionais incluem a construção de cozinha, banheiro e cobertura em alvenaria em 20% das 416 residências cadastradas. “Em muitas delas não existe cozinha e banheiro. Precisamos dar dignidade a estas famílias”, disse o prefeito.