Categorias
NOVIDADES

Plano de Carreira para educadores municipais será entregue à Câmara de Vereadores

cargos_salariosEm um encontro realizado na sede da Fundação Municipal de Educação, na última terça-feira, 08, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, junto a uma comissão formada para debater melhorias nas condições de trabalho dos profissionais de educação da rede municipal, deixou formalizado que até o próximo dia 31, o governo enviará a mensagem do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) à Câmara de Vereadores, para que seja votado até o final do ano.

Na reunião, Rodrigo também anunciou que os professores receberão nos contacheques de novembro, relativos aos salários de outubro, todo o passivo referente às diferenças de níveis que não foram pagos entre os meses de julho a dezembro de 2012. A prefeitura vai destinar R$ 4 milhões para esse pagamento.

Apelo – A reunião da tarde desta terça-feira foi a 11ª realizada entre o governo e a comissão, que foi formada em agosto e é integrada  por representantes do Conselho Municipal de Educação, dos professores, dos diretores das unidades de ensino e dos pais de alunos. Rodrigo Neves fez um apelo para que a greve convocada pela categoria seja encerrada, já que existe uma mesa de negociação em que o governo está debatendo toda a pauta de reivindicações apresentada pelo sindicato da categoria.

“Respeitamos o movimento sindical, estamos abertos ao diálogo, mas é um equívoco manter uma greve quando existe uma mesa de negociação em curso, mesmo que esta greve não tenha adesão”, disse o prefeito, que anunciou para a próxima semana, a apresentação de uma minuta do PCCS para que seja debatido com a comissão.

“Vamos avançar nas negociações. No entanto, é importante ressaltar que não vamos assumir nenhum compromisso que não possam ser honrados. Nosso compromisso é de transparência, de informar aos cidadãos que integram esta comissão o contexto e o quadro real que a cidade vive, sob o risco de comprometer o próprio trabalho desta comissão. O governo passado se comprometeu com a questão dos níveis e da progressão funcional e simplesmente não cumpriu. E nós temos um passivo de R$ 4 milhões só com essas questões. Vamos superar os passivos para começar a pensar no futuro”, afirmou.