Categorias
NOVIDADES

EVENTOS Niterói terá 2º Encontro de Conscientização ao Lúpus no próximo mês de Maio.

O II Encontro de Conscientização ao Lúpus em Niterói, que acontecerá dia 01/05, as 15h no MAC é uma parceria do Projeto Social Anjos da Rua e a página Lúpus Maio Roxo visa divulgar e levar informações sobre o Lúpus, doença ainda desconhecida por grande parte da sociedade e profissionais da saúde .

O Lúpus é uma doença autoimune, incurável, de difícil diagnóstico, pois é um somatório de doenças, pode lesionar permanentemente vários órgãos vitais e levar o paciente até ao óbito. Por isso, o objetivo além de informar é também de reivindicar, pois não existem muitos médicos especializados na área, assim necessitando de investimentos em pesquisas e na capacitação dos profissionais da saúde. Uma outra reivindicação é a necessidade de uma melhor distribuição das medicações por parte do SUS, que hoje em situação precária, seja vista como de suma importância, ou seja vital para o paciente. Há também a necessidade que o filtro solar seja incluído na lista de medicamentos distribuídos pelo SUS, já que os raios solares desencadeiam crises e lesionam órgãos, o mesmo com o repelente, pois sendo uma doença autoimune não um paciente de lúpus não podem tomar vacinas que contenham vírus ativo, exemplo a febre amarela.

Dentre tantos objetivos se faz necessário alertar sobre falsos mitos. O lúpus não é contagioso, acomete mulheres, homens e crianças, a fadiga crônica não é preguiça e sim uma característica da doença e que o lúpico não é portador mas sim paciente.

Após o I Encontro, em 2017 o movimento obteve muitos avanços, recebendo apoio político da Deputada Soraya Santos, que se sensibilizou com a causa e conseguiu aprovação da aposentadoria sem o prazo de 11 meses para os pacientes de lúpus.  Atualmente, a deputada luta na aprovação de 2 Projetos de Lei que assegurará medicamentos, filtro solar, mais investimentos e atendimento não medicamentoso a pacientes e familiares, de suma importância, pois a discriminação também começa em casa.

Portanto, o II Encontro possibilitará a visibilidade do movimento para a sociedade, promovendo a união de todos os grupos de pacientes, familiares e amigos em prol de melhores e eficazes políticas públicas para que todos possam viver e conviver dignamente.