Categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Niterói em busca da retomada econômica

A cidade de Niterói se prepara para retomar a economia em 2021, e empresários voltam a investir e implementar seus negócios no município. Um exemplo é a fábrica e comércio de sorvetes Eskimó, inaugurada recentemente no Centro da cidade. Além do Mercado Municipal na Feliciano Sodré, que ainda será inaugurado.

De acordo com Larissa Martins, representante da Eskimó em Niterói, o município possui muita relevância no estado, o que foi um fator primordial para o grande investimento:

“A escolha da cidade de Niterói para sediar a primeira mega loja da Eskimó, se deu em função da relevância da cidade para o estado, do clima favorável, do interesse de seus moradores por nossos produtos e claro, o charme da cidade. A loja emprega 18 funcionários diretos na unidade da Feliciano Sodré. As demais dez lojas, espalhada em Niterói e São Gonçalo, empregam 30 funcionários. Há previsão de contratação. Nosso planejamento para 2021 é atingir 22 lojas e 78 funcionários nas lojas de revenda da fábrica. Chegando a 96 empregos diretos no total. O processo seletivo é feito pelo nosso departamento de RH, na medida que novas lojas são abertas na região buscamos colaboradores que se identificam com a marca, mas principalmente com perfil para atendimento com excelência ao cliente”, explicou Larissa.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial do Rio de Janeiro, Luiz Paulino de Carvalho Moreira Leite, Niterói tem como característica a capacidade de recuperação, o que motiva os empresários na abertura de novos estabelecimentos:

“O ano de 2020 foi cheio de problemas causados pela pandemia, e o que aconteceu em Niterói teve no mundo todo. Mas a cidade tem uma característica diferente por ser um município que tem tido uma forma de dar a volta por cima em seus problemas. Em 1975, por exemplo, Niterói deixou de ser capital, sofreu e deu a volta por cima”, disse.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial do Rio de Janeiro, o apoio que o setor produtivo recebeu da Prefeitura de Niterói durante a pandemia impediu que o cenário de desemprego fosse ainda pior. O presidente destaca que o momento atual é de recuperação, e para a geração de empregos, ele aposta na retomada do setor naval, com a dragagem do Canal de São Lourenço, além do incentivo ao setor pesqueiro, por meio do porto que está sendo preparado na mesma região. A expectativa dele é que sejam gerados mais de 30 mil postos de emprego:

“Agora vem a chamada recuperação econômica e vamos mergulhar nisso. A Prefeitura e as entidades de classe estão procurando alternativas. Continuar apoiando a Prefeitura em iniciativas como a dragagem do Canal de São Lourenço. Com isso você pode resgatar não só os 20 mil empregos previstos, mas também criar mais uns 10 mil em função dos novos negócios que vão aparecer. O setor naval é um dos que tem arrecadação mais forte de ISS também”, disse Paulino.

Fonte: Jornal A Tribuna