Categorias

SEUS DIREITOS Dia Nacional do trânsito: respeito, precaução e responsabilidade

topo-coluna-seusdireitos

O trânsito, sempre ele, está em qualquer cidade. Em algumas, é mais intenso, em outras, parece lento, e até quase sem andar. Hoje é uma data especial que tem como objetivo conscientizar motoristas, passageiros ou pedestres de como agir corretamente no trânsito. Ressaltando a importância de manter um trânsito seguro a partir do comportamento de todos os atores envolvidos no ambiente.

O Dia Nacional do Trânsito foi instituído a partir da criação do Código de Trânsito Brasileiro, em setembro de 1997. Demarcando uma importante data utilizada para a conscientização pública, no sentido de promover um maior humanismo nas estradas e ruas por onde se deslocam automóveis, motocicletas, caminhões, ônibus, ciclistas e pedestres.

O trânsito no Brasil é considerado bastante problemático, principalmente pelo elevado número de acidentes e, consequentemente, de vítimas. Um polêmico e impactante estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas em Transportes da Universidade de Michigan, realizado em 193 países com base em dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), aponta que, no Brasil, morrem mais pessoas no trânsito do que por outras causas consideradas graves, como câncer, doenças cardiovasculares e até homicídios. Em média, o país apresenta 22 mortes por acidente de trânsito a cada mil pessoas.

Além do consumo de álcool, existem outros motivos que elevam o número de mortes no trânsito, principalmente nas rodovias em períodos de grandes feriados. Entre esses motivos, destacam-se: a imprudência dos condutores; o desconhecimento das leis de trânsito; o desconhecimento da sinalização; a falta de revisão nos veículos; as condições ruins de ruas e estradas em algumas partes do país; a sinalização precária em algumas vias, entre outros.

Outro problema relacionado com o trânsito no Brasil refere-se à mobilidade urbana. O processo de urbanização do país foi tardio e acelerado, ocorrendo ao longo de algumas poucas décadas no século XX. Além disso, a urbanização brasileira ocorreu acompanhada de uma metropolização, ou seja, a concentração da maior parte dos habitantes em metrópoles, fazendo com que elas ficassem demasiadamente “inchadas”, o que eleva os problemas no trânsito. Associa-se a isso o aumento do poder de consumo dos brasileiros nas últimas décadas, que não foi acompanhado por uma política de mobilidade nas cidades, elevando o número de veículos e sobrecarregando as vias de circulação.

Algumas das atitudes que ajudam a evitar acidentes no trânsito são:

  • Não dirigir alcoolizado;

  • Não usar o celular enquanto dirige ou atravessa as ruas;

  • Não ultrapassar o limite de velocidade;

  • Usar sempre o cinto de segurança;

  • Atravessar a rua nas faixas de pedestres;

  • Conhecer e respeitas todos os sinais e leis de trânsito.

É essencial o ensino de atitudes de respeito, precaução e responsabilidade no trânsito, para que as estatísticas alarmantes de acidentes nas estradas possam mudar. Faça a sua parte e compartilhe compaixão no trânsito de automóveis e pessoas.

CLIQUE AQUI PARA RECEBER MAIS CONTEÚDOS


Leandro Portugal – Advogado, 33 anos. Nascido e criado em Niterói, amor incondicional pela cidade. Eleito VEREADOR em seu primeiro mandato.
www.facebook.com/LeandroPortugalRj
www.instagram.com/LeandrinhoPortugal
www.twitter.com/Leandrinho_Nit
www.leandroportugal.com.br

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>