Categorias

Contratações e reformulações no futebol carioca

capa14

O futebol carioca viveu uma série de incertezas e certezas no ano passado. A certeza esteve ao lado do botafogo, mostrando que a falta de pagamentos e atrasos salariais influenciam e muito no rendimento do time em campo. O clube alvinegro foi rebaixado antes do término do campeonato e teve que reformular quase que 100% de todo seu plantel esse ano. Sem contar o fiasco na Libertadores que, depois de 17 anos sem participar da competição, foi rebaixado ainda na primeira fase. O jeito encontrado em General Severiano para dar a volta por cima em 2015 foi apostar nos jogadores que se destacaram na Série B do Campeonato Brasileiro, além de manter o ídolo Jefferson, símbolo da nova fase alvinegra nesta temporada. O ano começou bem até então, deixando surpreso até mesmo o maior dos otimistas botafoguenses. Praticamente um novo time foi montado e os atacantes Bill e Jobson se entrosaram rapidamente, dando rapidez e dinamismo ao ataque. Por enquanto vai parecendo que não terá muitas dificuldades para voltar à elite do futebol nacional, mas ainda é muito cedo para fazer uma previsão de como será o rendimento da equipe na Copa do Brasil, campeonato no qual não costuma ter muita sorte.

Já pelo lado rubro-negro, as incertezas rondaram o time durante todo o ano. Campeão do Carioca, o clube teve um começo de ano feliz e triste, tendo em vista a conquista estadual e a precoce eliminação na Libertadores, que foi recebida muito mal dentro do clube e influenciou na demissão do técnico Jaime de Almeida. No Brasileiro, o time começou muito mal. Só para se ter ideia, o time estava na lanterna da competição nacional quando houve a pausa para a Copa do Mundo e muitos já falavam em rebaixamento. A demissão do segundo técnico no mesmo ano era um sinal claro de que algo não estava certo na Gávea, cenário esse que só mudou com a chegada de Wanderley Luxemburgo, já no final de julho. O time melhorou e conseguiu terminar a competição em décimo lugar. Nem a Copa do Brasil, que o time costuma ir bem, serviu para o flamengo conseguir vôos mais altos na temporada passada. Em 2015, o time passou por poucas mudanças e alguns reforços chegaram (destaque para Marcelo Cirino), porém as incertezas permanecem, sem contar que a saída de Léo Moura me faz pensar em um cenário ainda pior do que em 2014, a não ser que a diretoria faça mais contratações e reforce bem o seu elenco.

O tricolor das laranjeiras terminou o carioca do ano passado na terceira posição. Já no brasileiro, o time das Laranjeiras até conseguiu um bom resultado (6º) porém, acabou ficando de fora da Libertadores deste ano. Na Copa do Brasil, o time não passou da segunda fase e foi eliminado em pleno maracanã. Para 2015, o ambiente ficou estremecido não somente pela saída de Dario Conca, como também pelo rompimento por parte da Unimed do polêmico patrocínio que já durava 15 anos e era apontado por muitos, como responsável pelas boas campanhas e títulos conquistados nos últimos anos. Porém, de contrapartida, Fred foi mantido e diversas contratações foram feitas, além da manutenção de Cristovão Borges como técnico. No carioca, o time não começou muito bem, porém a diretoria já avisou que novas contratações serão feitas mais adiante e a permanência do “professor” dependerá de bons resultados. Vejo o fluminense com chances de fazer uma boa campanha em 2015, apesar da ausência da patrocinadora.

Para os vascaínos 2014 terminou razoavelmente bem, com o time voltando ao topo do futebol brasileiro, mesmo depois de um ano complicado na série b do Campeonato Brasileiro. O time de São Januário passou por uma reformulação em sua gestão no final de 2014, tendo eleito como presidente um velho conhecido dos torcedores… Eurico Miranda! Ele mesmo, o “Poderoso Chefão” do futebol carioca está de volta e chegou causando polêmica. Logo no seu discurso de posse alfinetou os rivais rubro-negros, fez críticas vorazes ao seu antecessor e deixou claro que o velho estilo Eurico está de volta. Para a campanha de 2015, a diretoria fez diversas contratações, inclusive de pesos, como as de Dagoberto e de Falcão, este último pro futsal. Com a chegada do técnico Doriva no lugar de Joel Santana, o time ganhou mais velocidade e melhorou sua parte ofensiva. Difícil fazer uma previsão da campanha do time esse ano, mas creio que não será das melhores.

Apesar do meu pessimismo quanto aos times cariocas em 2015, ainda levo um pouco de fé no Fluminense e acho que sai na frente dos demais. Flamengo e Vasco devem disputar os campeonatos sem muitas ambições, apesar da tradição rubro-negra em competições nacionais. Pelo lado alvinegro, acredito que irá retornar à série A do Campeonato Brasileiro e que fará uma campanha mediana na Copa do Brasil, porém lembrando sempre que futebol é um esporte tão único que não me deixaria surpreso um panorama diferente do meu. É isso pessoal, um bom jogo e boa sorte!! Que vença o melhor!!

 

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>