Acesse nossas Mídias

Cultura

Biblioteca Parque de Niterói comemora um ano de reabertura e oficialização de municipalização

Compartilhe

Administrada há um ano pela Prefeitura de Niterói, a Biblioteca Parque se tornou oficialmente do Município: foi publicado, nesta semana, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, a municipalização do espaço. Com mais de 80 anos de existência, o local conta com um acervo de 62 mil títulos e, de junho de 2017 a junho de 2018, já recebeu quase 100 mil visitantes.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, destacou que a Biblioteca Parque de Niterói (BPN) é um patrimônio histórico e referência para a pesquisa, arte e conhecimento, e passou a ser oficialmente administrada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação de Arte de Niterói (FAN).

“Estamos celebrando um ano da reabertura após o convênio com o Governo do Estado. A Biblioteca tinha sido fechada em função da crise, mas asseguramos recursos para mantê-la aberta. A municipalização traz uma perspectiva de continuidade desse espaço de construção do saber, de convivência e de pesquisa. Esse prédio é uma pedra preciosa que faz parte da história de Niterói”, disse.

Localizada na Praça da República, um dos marcos arquitetônicos da região do Centro, a Biblioteca ficou fechada de fevereiro a junho de 2017, quando foi firmado o convênio com o Governo do Estado. Secretário municipal de Cultura, Marcos Gomes defendeu que a reabertura da BPN, há um ano, reforçou o comprometimento da atual gestão com a cultura.

“O convênio e a posterior municipalização foram o caminho encontrado para permitir que a Biblioteca continue com as portas abertas para receber a população”, ressaltou.

A diretora da BPN, Claudia Ricci, explicou que o vasto acervo atrai ao local quase 10 mil visitantes por mês.

“A Biblioteca é um espaço gratuito, aberto ao público, onde qualquer um pode usufruir dos serviços, cursos e atividades. Quando ficou fechada, foi motivo de decepção para muitos, porque esse é um lugar onde todos se sentem confortáveis. É com grande alegria que recebemos a oficialização da municipalização”, comentou.

Além do acervo de livros, jornais, revistas, enciclopédias, biografias, DVDs, músicas digitalizadas, livros e equipamentos em Braile, no local há exibições de filmes, saraus de poesia, oficinas e leituras dramatizadas. A niteroiense Adriane Metello, de 45 anos, participa de uma das oficinas de customização que são oferecidas na BPN.

“A biblioteca é um espaço muito importante para mim. Participo de uma oficina de artesanato e estou aprendendo um ofício que pode me ajudar a aumentar minha renda, além de ser uma terapia estar em um local tão bonito e organizado”, contou.

A Biblioteca Parque de Niterói funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 20h; sábados e domingos, das 10h às 19h.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Cultura

  • Agenda

    MAC e Museu Janete Costa reabrem para o público neste sábado

    Por

    CompartilheA Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria das Culturas/FAN, reabre neste sábado (08), para o...

  • Cultura

    Museu Janete Costa de Arte Popular com atrações virtuais

    Por

    CompartilheO Museu Janete Costa de Arte Popular oferece até 30 de abril uma divertida programação online....

  • Cultura

    Projeto de restauração do Cinema Icaraí aprovado

    Por

    Compartilhe O Conselho de Patrimonio Cultural de Niterói aprovou o projeto de restauração do Cinema Icaraí....

  • Agenda

    Oficina Social de Teatro apresenta a comédia “A irmandade das almas”

    Por

    CompartilheA Oficina Social de Teatro apresenta “A irmandade das almas”,espetáculo adaptado de alguns textos de Martins Penna. No dia da festade finados uma confusão acontece com vários núcleos da sociedadecarioca. Um homem que tira proveito dos mortos; uma moça se envolve com os problemas do namorado, que é coveiro; uma noviça que quer largar oconvento; três beatas fofoqueiras. Mantendo viva nessa encenação acomédia de costumes que foi introduzida por Martins Penna no cenárioteatral brasileiro, “A irmandade das almas” é uma comédia pra todafamília, que faz pensar sobre o lugar da mulher na sociedade, além dahipocrisia social. “Com este espetáculo, buscamos trazer sempre para a atualidade essegrande autor que foi Martins Penna que, com sua comédia de costumes,valorizou o teatro brasileiro. Como não queria escolher uma única obradesse autor utilizamos alguns textos para a montagem de uma outradramaturgia, mas respeitando os personagens de suas obras”, explica adiretora Erika Ferreira. Para este espetáculo, a OST fará uma grande campanha de formação deplateia através da oferta de ingressos gratuitos para estudantes darede pública de ensino de Niterói e pessoas ligadas a ONGs einstituições de caridade em geral. “Temos como fator prioritáriodiscutir temas que são importantes à sociedade, tendo no palco umaexcelente arma favorável à reflexão. Ao oferecer boa parte de seusingressos, a OST cumpre com um de seus pilares de missão que éoferecer teatro de qualidade a todos colaborando, com isso, comformação de uma sociedade mais justa e igualitária”, diz JoséGeraldo Demezio. SERVIÇO: 14 de dezembro de 2019 – 11h Classificação etária: Livre Duração média: 60 minutos Local: Sede da OST – Rua Saldanha Marinho, 14 – Centro – Niterói/RJ Ingressos: GRÁTIS Informações: (21) 2721-0468 REALIZAÇÃO: OFICINA SOCIAL DE TEATRO Link: http://www.ofsocialdeteatro.com/ Compartilhe

  • Cultura

    Mais uma operação do Procon nos mercados de Niterói

    Por

    CompartilheO Procon Estadual fiscalizou, na última segunda-feira (01/04), cinco estabelecimentos em Niterói e Maricá a pedido...

Topo