fbpx
Acesse nossas Mídias
IMG_7671 copia

Notícias

Plano Verão 2022/2023 de Niterói terá fiscalização por drones

Compartilhe

Gabinete de Gestão Integrada de Proteção e Defesa Civil foi criado para atuar em situações emergenciais

A Prefeitura de Niterói vai iniciar, neste sábado (26), o Plano de Verão e Defesa Civil, com foco na prevenção e preparação de equipes para as chuvas que ocorrem com mais frequência nessa época do ano.

O planejamento inclui também o esquema que será utilizado para minimizar possíveis impactos aos acessos às orlas e nas praias durante o verão. O plano, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia, permanecerá em vigor até o fim de março.

A estratégia contará, a partir deste ano, com drones que serão usados para dinamizar o atendimento em casos de emergência e ajudar a manter o ordenamento na ocupação do espaço público, incluindo areia da praia e calçadas, ou mesmo estacionamento irregular.

O planejamento prevê a participação de 350 agentes, de vários órgãos municipais, na operação.

Os investimentos da Prefeitura de Niterói na área de prevenção dos impactos provocados pelas chuvas são maciços: cerca de R$ 600 milhões já foram aplicados, desde 2013, em obras de contenção de encostas. Outros R$350 milhões em drenagem e macrodrenagem, apenas na Região Oceânica, no mesmo período.

Cerca de R$ 1,4 milhão foram destinados à manutenção e operacionalização de pluviômetros, estação meteorológica e sirenes.

O planejamento esse ano ainda tem como destaque a implantação de um radar meteorológico ultramoderno, ao custo de R$ 18,5 milhões, que irá ajudar na prevenção e análise de impactos da chuva, não apenas em Niterói, como também em 42 municípios do estado do Rio de Janeiro.

O radar ficará localizado no Parque da Cidade.

Outra novidade é a criação do gabinete de Gestão Integrada de Proteção e Defesa Civil, que vai atuar de forma regular, antecipando situações emergenciais e construção de protocolos com o apoio de representantes do Exército, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Enel, Águas de Niterói, Naturgy, Parque Estadual da Serra da Tiririca, EcoPonte, Cruz Vermelha, Instituto Estadual do Ambiente (Inea), além de diversas secretarias municipais.

O prefeito Axel Grael lembrou que, se aproximando do período de chuvas fortes, é fundamental mobilizar o sistema da Defesa Civil e manter um planejamento específico:

“O planejamento para o verão é sempre muito importante para Niterói. Nós temos esse ano um avanço importante de estrutura e de infraestrutura, como exemplo, o nosso radar meteorológico que irá nos ajudar muito, e não só a Niterói, mas também todo o Leste Metropolitano. Mas não há outra forma de ser eficaz na prevenção que não seja com integração e planejamento. Com cada um dos atores do cenário da cidade, sabendo exatamente o que tem que fazer nas mais diversas situações”, disse o prefeito.

O coronel Walace Medeiros, secretário de Defesa Civil de Niterói, destacou a importância da opinião dos participantes e a manutenção rígida do planejamento.

“Todos têm que estar cientes do plano de ação para a cidade. Por isso, estamos apresentando o planejamento, para que cada um dos órgãos externos da prefeitura, mas com potencial de agregar nas ações de prevenção e de emergência possam contribuir no sentido de colocar a estrutura deles a disposição, de modo que consigamos refinar os protocolos que serão integrados, aproveitando as potencialidades e recursos que eles possuem e com isso reforçar a estrutura de proteção e defesa civil do município”, explicou o secretário.

Detalhes do plano

Todas as praias do município terão estruturas reforçadas. Outras secretarias vão apoiar o planejamento da Defesa Civil: Assistência Social, Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Ordem Pública (Seop), Governo, além da Niterói Transporte e Trânsito (Nittrans), Companhia de Limpeza de Niterói (Clin).

A Clin irá aumentar a quantidade de equipamentos, os chamados tratores tatuí, que fazem a limpeza diária das praias. O efetivo de funcionários nessas áreas também será aumentado.

Já a Seop vai reforçar as praias com 150 agentes incluindo Guardas Municipais nas 12 praias da cidade. O objetivo é minimizar possíveis impactos aos acessos às orlas e nas praias e promover o ordenamento.

Para dar agilidade aos guardas, quatro quadriciclos serão utilizados principalmente em Camboinhas e Piratininga, que são as praias mais extensas da cidade.

A fiscalização nos quiosques será intensificada, assim como o controle do som alto utilizado por banhistas. A vigilância acontece nas praias do Gragoatá, Boa Viagem, Flechas, Icaraí, São Francisco, Charitas, Adão e Eva, Piratininga, Sossego, Camboinhas, Itaipu e Itacoatiara e demais locais frequentados pelos banhistas.

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária (SMASES) é responsável por acolher pessoas ou famílias vítimas dos eventos climáticos que ocorrem, principalmente no verão. Cabe às equipes o contato com as pessoas e a oferta de espaço de acolhimento para desabrigados ou desalojados. Ao todo, cerca de 50 pessoas estarão diretamente envolvidas na ação.

Já a Secretaria Municipal de Governo (Semug), por meio das Administrações Regionais, vai realizar ações pontuais durante todo o período. Dentre as ações, auxílio na limpeza das praias, suporte às crianças perdidas/desaparecidas, ações de estímulo ao uso de transporte público e bicicletas, suporte nas atividades de queimadas e em comunidades por conta dos desastres naturais, além de atividades de prevenção em primeiros socorros junto com a Defesa Civil.

Os 500 jovens da segunda temporada do Projeto EcoSocial trabalharão como voluntários nos finais de semana e em dias de maior aglomeração atuando como agentes de meio ambiente em parceria com a Defesa Civil.

Contenção de encostas

A Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa) vai entregar, nos próximos quatro meses, 34 obras de contenção de encostas em diversas regiões da cidade. O objetivo é evitar deslizamentos de terra nas épocas de alto volume de chuvas. Só em dezembro, estão previstas dez entregas em locais como Boa Viagem, Fonseca, Centro e Jacaré.

Em janeiro, as entregas acontecem em Santa Rosa, no Caramujo e no Cafubá, entre outras localidades. Já em fevereiro, Ingá, Bairro de Fátima e Fonseca serão contemplados. E em março será a vez de Engenhoca, Itaipu, Largo da Batalha e Maceió receberem melhorias.


Foto: Lucas Benevides

Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Notícias

Topo
Precisa de ajuda?