Categorias

TEATRO Peça teatral homenageia o cronista e compositor Antônio Maria

Serviço:

De 1º a 17 de fevereiro de 2019 – sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h

Maria! com Claudio Mendes

Direção: Inez Viana

Local: Teatro da UFF (Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói – RJ)

Preços: 40,00 (inteira) / 20,00 (meia-entrada)

Classificação: Livre

Duração: 80 minutos

Com o espetáculo Maria!, o ator Claudio Mendes faz uma ode ao cronista e compositor Antônio Maria, no Teatro da UFF, em fevereiro.

Ícone do samba-canção e compositor de obras muito populares entre os anos de 1940 a 60, Antônio Maria (1921-1964), foi também cronista, locutor, redator e apresentador de programas de rádio e TV. Suas lembranças e trajetórias dão o tom biográfico que cria o enredo do espetáculo “Maria!”, em cartaz no Teatro da UFF no período de 1º a 17 de fevereiro. Com dramaturgia e atuação solo de Claudio Mendes, a peça tem sessões às sextas e sábados, às 20h; e domingos, às 19h.

A peça é uma organização das crônicas e canções de Antônio Maria, costuradas de modo a constituírem um enredo. O tempo cronológico do espetáculo é o do dia de seu aniversário, de onde emergem lembranças de toda a vida do cronista. A partir do olhar de Maria, retrata a Copacabana dos anos 40 a 60, onde ele viveu a maior parte do tempo. “Falar do Antônio Maria hoje é, de certa forma, entrar em contato com um Rio menos ansioso e violento, onde o que reina na noite são os boêmios e os poetas”, comenta a diretora da peça, Inez Viana.

Sobre Antônio Maria – Nascido em 17 de março de 1921, no Recife, foi um dos maiores escritores de todos os tempos. Cronista admirável, com pleno domínio e intimidade com a língua portuguesa, falava e escrevia com exigência de estilo, beleza poética e técnica de mestre. Seu primeiro emprego, aos 17 anos, foi o de apresentador de programas musicais na Rádio Clube Pernambuco. Em 1940, se mudou para o Rio de Janeiro para ser locutor esportivo na Rádio Ipanema. Em 1947, se tornou diretor artístico da Rádio Tupi. Convocado por Assis Chateaubriand, foi o primeiro diretor de produção da TV Tupi, inaugurada em janeiro de 1951. Durante mais de 15 anos, escreveu crônicas diárias para O Jornal. Em 1952, Maria foi um dos primeiros contratados da Rádio Mayrink Veiga. Em 1957, com Ary Barroso, apresentou o programa “Rio, Eu Gosto de Você”, na TV Rio. No Jornal O Globo, em 1959, manteve a coluna Mesa de Pista, transferindo-se então para o jornal Última Hora.

Maria foi ainda um dos autores mais notáveis da música popular brasileira, criando sambas, sambas-canção, valsas, frevos e alguns prenúncios da bossa nova, que fizeram muito sucesso no Brasil e no exterior. Cantoras como Dolores Duran, Dircinha Batista, Emilinha Borba, Nora Ney, Marisa Gata Mansa e Ângela Maria foram algumas das estrelas que gravaram suas composições.

Ficha Técnica

Autor: Antônio Maria

Dramaturgia: Claudio Mendes

Direção: Inez Viana

Elenco: Claudio Mendes

Assistente de Direção: Marta Paret

Direção Musical: Ricardo Góes

Iluminação: Paulo César Medeiros

Figurino: Flavio Souza

Produção: Barbara Montes Claros

Assessoria de Imprensa: Ney Motta

Programação Visual: Silvana Andrade

Realização: J.R. Mac Niven Produções Ltda.

Fotos: Elisa Mendes

Comments ( 1 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>