Categorias
NOVIDADES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Pandemia provoca mais de 7 mil demissões em Niterói

Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo

A cidade de Niterói também sofreu economicamente com a pandemia do novo coronavírus. Ao longo do primeiro semestre de 2020, a cidade perdeu 7.702 postos de trabalho. Os dados mostram o pior índice semestral registrado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) desde 2003.

Em 2019 foram registrados 876 desligamentos, número quase nove vezes menor do que o do deste ano. Em fevereiro, foram abertas 326 vagas na cidade e com a pandemia o cenário se inverteu: 1.641 trabalhadores perderam seus empregos em março. A situação se agravou ainda mais em abril, mês em que foram registradas 3.521 demissões em Niterói.

No acumulado do semestre, o setor de serviços foi o mais atingido: 3.829 dos 7.702 trabalhadores demitidos. O desemprego começou a desacelerar em maio, quando foram registradas 1.524 demissões, e perdeu ainda mais força em junho, mês que computou 540 novos desempregados.

Os números de junho indicam uma leve recuperação, mesmo com fechamento ainda com um saldo negativo (menos 540 vagas), dois dos cinco setores econômicos avaliados contrataram mais do que demitiram: a construção, que contratou 32; e a agropecuária, que abriu cinco novas vagas.

Fonte: Jornal O Globo