Acesse nossas Mídias
campanha combate coronavirus

Notícias

Covid-19 duplicou a compra de produtos sustentáveis no Brasil

Compartilhe

Consumo consciente cresce no país

Pesquisas apontam que, com a chegada da pandemia, o consumidor brasileiro se tornou mais consciente e passou a buscar cada vez mais produtos sustentáveis de empresas que comprovam seus compromissos socioambientais.

Segundo pesquisa do Mercado Livre Junho 2019/Maio 2020 – Crescimento do consumo sustentável on-line no Brasil e na América Latina, a pandemia causada pela Covid-19 duplicou o consumo sustentável no Brasil, sendo que mais de 1.4 milhão de usuários da plataforma adquiriram este tipo de produto no país. No último ano, a primeira compra de 81 mil usuários foi um ítem sustentável.

Comportamentos de consumo

Outros estudos já mostravam o crescimento na mudança de comportamento do consumidor. O estudo Panorama do Consumo Consciente no Brasil – Akatu 2018, por exemplo, apontou que houve um crescimento de 32%, em 2012, para 38%, em 2018 no chamado cliente “iniciante”, aquele que aderiu de 5 a 7 comportamentos de consumo consciente, entre os 13 analisados pela pesquisa, sendo do 1 ao 11, faz isso em sua rotina? e 12 e 13, comprou nos últimos meses?, entre eles: 1 – Lê atentamente os rótulos antes de comprar um produto; 2 – Pede nota fiscal quando vai às compras, mesmo que o fornecedor não a ofereça espontaneamente; 3 – Separa o lixo de casa para reciclagem, mesmo não hvendo coleta seletiva; 4 – Quando possível, usa também o verso das folhas de papel; 5 – Fecha a torneira enquanto escova os dentes; 6 – Espera os alimentos esfriarem antes de guardar na geladeira; 7 – Evitar deixar lâmpadas acesas em ambientes desocupados; 8 – Desliga aparelhos eletrônicos quando não está usando; 9 – Passa ao maior número possível as informações que aprende sobre empresas e produtos; 10 – Planeja as compras de alimentos; 11 – Planeja as compras de roupas; 12 – Produtos feitos com material reciclado; 13 – Produtos Orgânicos.

Ações socioambientais em alta

Outro ponto de destaque na pesquisa Akatu é o interesse que o consumidor tem nas ações socioambientais divulgadas pelas empresas, visto que com a disseminação de fakenews, tanto a credibilidade da fonte da informação, como a própria marca, são importantes. A pesquisa apontou que 32% dos entrevistados acreditavam nas informações disseminadas pelas empresas e 31% acreditavam dependendo da origem da notícia.

Dentro desse cenário, a Korin, empresa que baseia toda a produção na filosofia do pensador japonês Mokiti Okada (1882-1955), que preconizou a Agricultura Natural, método agrícola sustentável que respeita o agricultor, vivifica o solo e não utiliza adubos químicos ou agrotóxicos, é sempre lembrada como empresa confiável, tanto que a pesquisa de 2017 encomendada pela Organis e publicada no jornal Valor Econômico, considerou a marca top of mind em orgânicos.

A empresa mantém a confiabilidade do consumidor já que o seu conceito de sustentabilidade é originário de uma cadeia produtiva que preserva o meio ambiente, deixando-o livre de insumos químicos e valorizando o trabalho e a saúde de todos os envolvidos, desde o campo até os grandes centros urbanos. Além disso, existe o acompanhamento de todo o trajeto da produção: do cultivo do solo, pastagem dos animais, rastreamento do produto, passando por embalagens de materiais recicláveis com logística reversa.

A metodologia da Korin é atestada por selos e certificados, sendo que seus processos já ajudaram a implementar diretrizes sobre certificações.

Segundo Reginaldo Morikawa, diretor-superintendente da Korin, para uma empresa se tornar verdadeiramente socioambiental, ela deve ir em busca de conhecimento para seguir todos os protocolos exigidos. “As certificações são importantes para seguir uma norma estabelecida, levando confiança para o consumidor sobre o que ele está comprando”, afirma Morikawa.

Diversas certificações

Entre as diversas certificações conquistadas pela Korin, está o selo Certified Humane Brasil, que garante o bem-estar animal; WQS dos frangos e ovos, atesta que os animais são criados livres de qualquer tipo de antibiótico e ingredientes de origem animal na ração; Produto Orgânico Brasil, que diz respeito a um sistema de produção, transformação, distribuição e vendas que garante aos consumidores que os produtos mantenham a integridade orgânica que começa na unidade de produção; Aqui tem Agricultura Familiar, identificando que é um produto de origem, majoritariamente da agricultura familiar, promovendo a inclusão econômica e social de pequenos agricultores, gerando mais empregos e renda no campo; Rainforest Alliance Certified, que engloba produtos agrícolas focados em sustentabilidade e para possuir este selo, a produção deve cumprir diversas exigências, como coletar e destinar adequadamente os resíduos, conservar os recursos naturais e garantir direitos e bem-estar aos trabalhadores rurais, entre muitas outras; BAP – Best Aquaculture Practices, selo que garante que toda a produção atenda a rigorosos critérios de sustentabilidade, é um alimento seguro e promove o bem-estar social de toda a cadeia produtiva; e por fim, eureciclo – Metodologia adotada para a redução dos impactos das embalagens no meio ambiente. Em 2020 a Korin reciclou 100% de sua massa de embalagens pelo formato de compensação ambiental de logística reversa, destinando corretamente uma massa de resíduos equivalente à massa de suas embalagens, durante o período de novembro de 2019 a setembro de 2020, totalizando mais de 70 toneladas recicladas.

A Korin também é associada à AVAL – Associação Brasileira de Avicultura Alternativa, que objetiva fortalecer a representatividade dos produtores perante o Ministério da Agricultura, entidades de classe da avicultura e o público consumidor, concretizando ações de defesa da qualidade dos produtos e assegurando a seriedade e credibilidade dos sistemas de produção.

Em Niterói

A loja da Korin em Niterói fica na rua Dr. Tavares de Macedo, 96 – loja 101, Icaraí e atende também pelos telefones (21) 3843-0128 e Delivery pelo Whatsapp (21) 99504-8182, de segunda à sexta, das 9h às 18h30 e sábado, das 9h às 15h.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Notícias

Topo