Volta às aulas: atenção com práticas ilegais e preços abusivos