Categorias
NOVIDADES

O QUE FAZER? Programação 26 de Março a 01 de Abril do Cine Arte UFF

15h40 > HAPPY, HAPPY
Sykt lykkelig, Noruega, 2010, 85’, 14 anos
De Anne Sewitsky
Com Agnes Kittelsen, Joachim Rafaelsen, Maibritt Saerens Kaja é uma esposa feliz, apesar de seu marido ter perdido o interesse pelo casamento e os dois não fazerem sexo há algum tempo. Para ela, a família está acima disso. Tudo muda, porém, com a chegada dos novos vizinhos. Elizabeth e Sigve parecem um casal perfeito: bonitos, felizes e bem-sucedidos, despertam em Kaja toda a insatisfação escondida. No entanto, o casal também tem seus segredos. E quando Kaja começa a ter um caso com Sigve, a vida das duas famílias se transformará por completo.

Trailer > https://www.youtube.com/watch?v=H2M0G3VJbS8

17h30 > DOIS DIAS, UMA NOITE

Deux Jours, Une Nuit, Bélgica/França/Itália, 2014, 95’, 12 anos
De Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne
Com Marion Cotillard, Manu Fabrizio Rongione, Estelle Pili Groyne Sandra tem apenas um final de semana para convencer seus colegas de trabalho a abrirem mão de um bônus salarial, para que ela possa manter seu emprego. Melhor Atriz no European Film Awards 2014.

Trailer > https://www.youtube.com/watch?v=RnyXGS3ZwOw

19h30 > VENTOS DE AGOSTO

Brasil, 2014, 77’, 14 anos
De Gabriel Mascaro

Com Dandara de Morais, Geová Manoel dos Santos, Antônio José dos Santos

Agosto. Um pesquisador de som de ventos alísios desembarca em uma pacata vila de pescadores e abala a rotina de Shirley, que trabalha em uma fazenda, e Jeison, praticante da pesca submarina. A maré está alta, os ventos, fortes, e a vila nunca mais será a mesma. Melhor Fotografia e Melhor Atriz no 47° Festival de Brasília, Melhor Direção e Melhor Som na VII Janela Internacional de Cinema do Recife.

Trailer > https://www.youtube.com/watch?v=WIE1m28jtxE

21h > CINECLUBE LAERTE – 1 curta + 1 longa (somente dia 26)

No dia 26 de março um novo cineclube inicia suas atividades no Cine Arte UFF. Com uma exibição mensal, o Cineclube Laerte é dedicado a filmes com temáticas relacionadas à diversidade sexual e afetiva, à sua pluralidade e a todos aqueles que são apaixonados por cinema.

Apesar do aumento das produções, os filmes com temáticas LGBT ainda hoje ficam restritos a um circuito pequeno de exibição e longe do grande publico. Assim, um dos objetivos do Cineclube Laerte é ser mais um espaço onde possamos assistir a esses filmes e refletir sobre seus temas, na tentativa de valorizar nossa pluralidade sexual e afetiva.
Por isso, não nos limitamos a um único estilo de filme, seja ele longa ou curta, de ficção ou documentário. O que buscamos são filmes de qualidade que de alguma forma possam contribuir para o debate da diversidade.

E para o enriquecimento das sessões estamos criando uma rede de comunicação com outros cineclubes, mostras LGBTs e ONGs de forma que possamos fortalecer iniciativas como essa e aumentar as divulgações numa contribuição mútua entre todos.
O nome do cineclube foi escolhido em homenagem a Laerte Coutinho, cartunista. Ela recebeu com alegria nossa homenagem e, além de sua autorização, fomos presenteados com o desenho que adotamos como logomarca.

VESTIDO DE LAERTE

Brasil, 2012, 13’ de Claudia Priscilla, Pedro Marques

Laerte percorre um longo caminho pela cidade de São Paulo em busca de um certificado.
DÓLARES DE AREIA (lançamento)
Dolares de arena, República Dominicana/Arg/Méx, 2014, 80’, 14 anos
De Israel Cárdenas, Laura Amelia Guzmán
Com Geraldine Chaplin, Yanet Mojica

Anne, uma mulher europeia, se encanta por Noeli, uma jovem dominicana bem mais nova que ela, que se esforça para sobreviver em uma economia que só dá espaço para exploração. A conexão entre as duas gera um fluxo de acontecimentos comoventes e esperança de uma chance de vida digna para Noeli.

Trailer > https://www.youtube.com/watch?v=kgigQuxyni4

21h10 > BRANCO SAI, PRETO FICA (de 27 a 01)

Brasil, 2014, 93’, 12 anos
Com Marquim do Tropa, Shockito, Dilmar Durães

O filme conta a história de vítimas do descaso social, tendo como pano de fundo um caso de agressão policial ocorrido na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal. A história mistura documentário, ficção científica e vai além, expondo um futuro onde as desigualdades mostram-se cada vez mais cruéis. Vencedor de 11 prêmios no Festival de Brasília 2014, incluindo Melhor Filme, Ator e Direção de Arte pelo Juri Oficial, e o Prêmio da Crítica.

Trailer > https://www.youtube.com/watch?v=NJ_zeRJKUI4

Inteira > R$ 12,00 | Meia > R$ 6,00 (exceto segundas-feiras)

Segunda-feira > Promoção “Meia-entrada para todos” – R$ 4,00