Categorias
NOVIDADES

TEATRO Oficina Social de Teatro apresenta espetáculos gratuitos em sua sede, no Centro

amor-em-tre%cc%82s-atos

Serviço:

Crianças não gostam de sabores amargos

Direção: José Geraldo Demezio com Oficina Social de Teatro

Crianças brincam livremente no playground de um edifício que fica no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. São meninos e meninas de classe média alta que se conhecem e têm o hábito de diariamente brincar. Só que o encontro desse dia será diferente. Elas viverão juntas situações que ficarão marcadas para sempre em suas vidas.

Dias 8 e 9 de dezembro, quinta e sexta, às 19h30.

Entrada franca.

Classificação etária: 14 anos.

 Amor em três atos

Direção: Ana Paula Penna com a Oficina Social de Teatro

A peça fala sobre as muitas possibilidades do amor, sem julgar ou hierarquizar essas formas. As cenas são como flashes de momentos de relações amorosas, considerando as interseções que o amor faz com nossos preconceitos, nossa vida material e nossas expectativas em relação ao outro. Amor em 3 atos divide-se em: a festa do encontro, a realidade e o fim.

Dia 17 de dezembro, sábado, às 10h.

Entrada franca.

Classificação etária: 14 anos.

 

OST presenteia público no final do ano com espetáculos gratuitos que falam de amor

A Oficina Social de Teatro, por conta das datas comemorativas de final de ano, decidiu presentear o público com dois espetáculos que falam de um tema tão importante para todos nessa época do ano: o Amor.

As apresentações ocuparão a primeira quinzena de dezembro e serão realizadas na Escola-Fábrica, sede da OST, que fica no centro de Niterói, com entrada franca.

Os espetáculos em questão são: Amor em três atos e Crianças não gostam de sabores amargos. O primeiro com direção de Ana Paula Penna, e o segundo sob a direção de José Geraldo Demezio.

Através das temáticas dos dois trabalhos, a OST ampliará o sentido natalino, como algo que vai além de apenas mesas fartas e presentes; mas que também possibilitam que todos lancem um olhar sobre o próximo.

Em Amor em três atos, o que se busca é refletir sobre o amor nas suas diversas formas; questionar o amor romântico e incondicional.

“Falar sobre amor, nos dias de hoje, é uma tarefa bastante desafiadora. Se, antes, o amor estava ligado ao casamento entre um homem e uma mulher e a relação atrelada ao “felizes para sempre”, hoje, quantas formas de amor são possíveis? E por que algumas formas de amor ainda são tão julgadas e, inclusive, proibidas por algumas culturas? Aproveitar esse período do ano para pensar o amor e suas diversas faces é fundamental para entendermos que novas formas de ser e estar no mundo a humanidade tem criado. De que forma nossos preconceitos, nosso ego e nossas condições materiais inibem as possibilidades de amar? Mais do que responder a essas perguntas, a peça convida o espectador a pensar e sentir junto”, explica a diretora Anna Paula Penna.

Já em Crianças não gostam de sabores amargos, o público é convidado a refletir sobre o comportamento infantil e sobre as influências do mundo dos adultos na vida das crianças.

“Voltar o olhar para o universo infantil sempre é essencial, pois é daí que se é possível discernir e pensar a educação de forma eficiente, no sentido de construir adultos mais bem preparados para a vida. E um dos principais valores que recaem sobre essa etapa da jornada, e que deve ser considerado como principal valor a ser administrado por todos aqueles que venham a ser responsáveis por essas crianças, é o amor. Os sabores amargos devem ser substituídos por sabores adocicados de compreensão e afeto”, afirma José Geraldo Demezio.

Crianças não gostam de sabores amargos será encenada nos dias 8 e 9 de dezembro, quinta e sexta, às 19h30, e Amor em três atos terá única apresentação no dia 17 de dezembro (sábado), às 10h. Todas as apresentações serão gratuitas. Haverá distribuição de senhas uma hora antes do início dos espetáculos. O espaço tem lotação de 50 lugares.

A Escola-Fábrica fica na rua Saldanha Marinho, 14, Centro, Niterói. Informações: (21) 2721-0468.