Categorias
NOVIDADES

EVENTOS Histórias de Sylvia Orthof no Projeto Ciranda-Cirandinha

1601_flyerServiço

Ciranda Cirandinha: “Viajando com Sylvia”
Data: Domingos, 02, 16, 23 e 30 de agosto de 2015
Horário: 11h
Entrada gratuita
Classificação etária: livre

Local: Solar do Jambeiro
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195 – Boa Viagem
Telefone: (21) 2109-2222 | (21) 2109-2223

O projeto Ciranda-Cirandinha leva ao Solar do Jambeiro, nas manhãs dominicais de agosto, o espetáculo “Viajando com Sylvia”. A contação de histórias, que leva a criançada a se encontrar com a obra da escritora Sylvia Orthof, acontece nos dias 02, 16, 23 e 30, sempre às 11h e tem entrada gratuita. A cada dia, será apresentada uma história nova do mundo criado por Sylvia através das letras, pelo grupo Mosaicando Histórias.

Mosaicando Histórias

O Grupo Mosaicando Histórias é constituído por educadoras e contadoras de histórias que se propõem a pesquisar e estudar obras ligadas a mitos, lendas, fábulas, contos da tradição oral, textos literários e poéticos, com o propósito de desenvolver atividades lúdicas. Participando de Seminários, Simpósios, Congressos e Oficinas, o grupo acompanha os últimos lançamentos literários com o intuito de promover o livro e a leitura nos mais diferentes locais.

Sylvia Orthof

Dramaturga, atriz e pesquisadora, a carioca Sylvia Orthof, nascida em 1932, esbanjava talentos. As histórias contadas por sua mãe povoaram sua infância, e sua primeira paixão literária foi Monteiro Lobato. Na adolescência, Sylvia decidiu ser atriz. E não é que o sonho deu certo? Logo começou a atuar nos palcos e foi estudar teatro em Paris. De volta ao Brasil, atuou no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e em peças para a televisão, escreveu para teatro de bonecos, coordenou o Teatro do Sesi, entre muitas outras atividades cênicas.

Em meio a tanta arte, Sylvia nunca deixou de lado o gosto pelas letras e, em especial, pelas histórias para crianças. Fundou a Casa de Ensaios Sylvia Orthof em 1975, que produzia apenas espetáculos infantis. Sylvia gostava de cantar, dançar, desenhar e até de costurar bonecos e roupas para os espetáculos. Da dramaturgia, partiu rumo à literatura infantil. Em 1975, foi convidada a escrever um conto para a revista Recreio — foi o primeiro passo para que a literatura infantil nacional ganhasse uma de suas maiores autoras.

Seu primeiro livro foi lançado em 1981: “Mudanças no galinheiro mudam as coisas por inteiro”. É uma das principais autoras da consagrada coleção “Lagarta Pintada”, da qual fazem parte os premiados títulos “A vaca mimosa e a mosca Zenilda” (que recebeu o Prêmio Jabuti de Melhor Produção Editorial), “Maria vai com as outras e Fada Cisco Quase Nada”. Sylvia foi dona de um texto ágil, repleto de criatividade e de um riso contagiante. Faleceu em 1997, deixando mais de cem livros publicados para os pequenos leitores.