Categorias
NOVIDADES

O QUE FAZER? Exposição: “ZNEIN Melancólica Grafia” na Sala José Cândido de Carvalho

ZNEIN Melancólica GrafiaData: De 12 de agosto a 12 de setembro .
Horários: Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Local: Sala José Cândido de Carvalho. Rua Presidente Pedreira, 98- Ingá, Niterói- RJ
Classificação: Livre
Entrada: Franca

A Galeria José Cândido de Carvalho (SJCC) recebe a exposição “ZNEIN: melancólica grafia”, do artista plástico carioca Marcos Abreu, e com curadoria de Desirée Monjardim, a partir da terça-feira, 12 de agosto, quando haverá a abertura, às 19h.

A Galeria José Cândido de Carvalho (SJCC) recebe a exposição “ZNEIN: melancólica grafia”, do artista plástico carioca Marcos Abreu, e com curadoria de Desirée Monjardim, a partir da terça-feira, 12 de agosto, quando haverá a abertura, às 19h.

Nesta série, destaca-se a tentativa de expressar ideias através do emprego de uma noção gráfica ou sinais de escrita. No entanto, criar uma “palavra” para expressar um tema artístico pode ser um problema, ainda mais se tratando de uma “palavra” inédita e indecifrável. Porém, quando se entende o problema como questão, tal escrita torna-se uma mina de ouro. Desta forma, ZNEIN nasce com vocação para o oculto, é coisa turva. Mas com momentos de extrema nitidez, busca a investigação, a dúvida e a cortina, a observação e o observador. ZNEIN é história dentro. Marcos Abreu

A mostra apresenta 12 gravuras produzidas entre os anos de 2012 e 1014, em telas com a dimensão de 60x50cm, tamanho considerado grande para os padrões da gravura em metal. Letras em caixa alta, efeitos cromáticos (concebidos por recursos próprios da técnica de gravura) ou elementos de paisagem somado a uma noção gráfica semelhante a linguagem de cartaz imprime nos trabalhos uma leitura nostálgica, melancólica.

“Minhas telas abordam a questão simbólica. Me aproprio de formas interiores coloridas advindas de vivencias, geralmente a partir de uma mancha. Depois delas, pode ser tudo muito rápido, ou vir o deserto”, conta Marcos Abreu.