Acesse nossas Mídias

Notícias

Estação das barcas em Charitas sem previsão de volta

Compartilhe

Foto: Agência O GLOBO

A estação das barcas de Charitas, e os seus catamarãs, seguem sem previsão de retomada. O local está fechado desde março, quando foi implementado um decreto com medidas de restrições de circulação por conta da pandemia de covid-19. A garagem subterrânea de Charitas também se encontra inutilizável, onde os usuários estacionavam para depois embarcar na linha aquaviária.

A Secretaria Estadual de Transportes (Setrans) não deu previsão para a reativação da linha, justificando que houve queda de 75% no número de passageiros que usam o transporte. Passou de 80 mil diários antes da pandemia para 19 mil atualmente.

A concessionária CCR Barcas, que administra a estação, confirmou a brusca queda no número de passageiros, mas afirma que a linha voltará a funcionar assim que o decreto for revogado.

Em 2016, a CCR formalizou, em juízo, o desejo de devolver a concessão ao estado. O governo estadual realizou em 2018 uma licitação para a escolha de uma nova concessionária, mas o edital foi anulado pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), uma vez que, entre outros fatores, não previa a implantação de tarifa social na linha Charitas-Praça Quinze, contrariando lei promulgada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) naquele mesmo ano. Em 2019, a Setrans anunciou que faria uma nova licitação em 2021.

Segundo a CCR, é consenso “que o atual contrato não atende às necessidades da sociedade” e que o governo estadual “nada tem feito para cumprir a promessa de uma licitação concluída até dezembro de 2021, uma vez que 2022 será ano de eleições”. A concessionária diz ainda que cobra uma dívida do estado de R$ 1,5 bilhão.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Notícias

Topo