Acesse nossas Mídias

Agenda

Arte na Calçada traz homenagem ao centenário de Carequinha

1533_flyerServiço

Pocket Show “Tá certo ou não tá?” – uma homenagem ao centenário do palhaço Carequinha
Arte na Calçada
Data: Quinta, 09 de julho de 2015
Horário: 17h
Gratuito
Classificação etária: livre

Local: Teatro Municipal de Niterói – Calçada do Teatro
Endereço: Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói-RJ
Tel: (21) 2620-1624

O Arte na Calçada do mês de julho faz uma homenagem ao centenário do palhaço Carequinha na quinta-feira, dia 09, a partir das 17h, na calçada do Teatro Municipal, com o Pocket Show “Tá certo ou não tá?”, da BeArt Cultural. Propondo um entretenimento artístico e pedagógico por meio da música e da poesia, o espetáculo promete divertir e emocionar o público presente, celebrando os cem anos de um dos maiores artistas circenses de todos os tempos. A apresentação é gratuita. Em caso de chuva, a apresentação acontece no Hall do Teatro.

Entre canções e poemas, uma trupe de palhações andarilhos se encontra por acaso na rua e se diverte, promovendo a interação através de brincadeiras e relembrando a figura encantadora do palhaço Carequinha, que completaria 100 anos em 18 de julho. Quando pensamos em circo no Brasil, fica impossível não lembrar desse doce e engraçado personagem, ídolo durante décadas da criançada obediente.

Sobre Carequinha

Carequinha nasceu George Savalla Gomes, no dia 18 de julho de 1915, na cidade de Rio Bonito, no estado do Rio de Janeiro. Este fluminense, filho dos trapezistas Elisa Savalla e Lázaro Gomes, teve a sina de nascer no circo, berço da história de vida daquele que chegou a ser considerado o melhor palhaço do mundo.

Quando George tinha cinco anos, Portilho colocou uma careca postiça em sua pequena cabeça e disse: “Você será o palhaço Carequinha”. Este foi o ponto de partida de um dos maiores mitos mundiais das artes circenses. E assim, com sua maneira peculiar de fazer rir, Carequinha aos poucos foi conquistando o coração das pessoas com bordões já imortalizados como: “Hoje tem marmelada? Tem, sim senhor! E o palhaço, o que é? É ladrão de mulher!”.

Criou o tradicional “Tá certo ou não tá, garotada?”, que era respondido sempre com um empolgante “Táááááá!”, em uníssono. Aliás, as crianças caíram definitivamente nas graças de Carequinha quando ele se tornou o primeiro palhaço a ter um programa de TV – o Circo Bombril, que ficou no ar de 1951 a 1964, na extinta TV Tupi.

Foi um lutador na área circense, sempre citando em suas entrevistas a necessidade da ajuda do Governo para a preservação do circo no Brasil. Carequinha faleceu aos 90 anos, no dia 5 de abril de 2006, no município de São Gonçalo (RJ), em decorrência de problemas cardíacos. Ao conceder uma entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em 2001, Carequinha declarou: “O palhaço típico, aquele que nasce com o dom, morre comigo”.

Continuar Lendo
Comentários

Mais Agenda

Topo