Categorias

Novo julgamento do caso Patrícia Acioli durará três dias

O 3º Tribunal do Júri da Comarca de Niterói começou, na manhã desta terça-feira, 29, o julgamento dos policiais militares, Junior Cezar de Medeiros, Jefferson de Araújo Miranda e Jovanis Falcão, envolvidos no assassinato da juíza Patricia Lourival Acioli, na noite de 11 de agosto de 2011,  alvejada por 21 tiros na porta de sua casa, em Piratininga. A magistrada era responsável pelo Tribunal do Júri de São Gonçalo.

O julgamento, que deve durar três dias, é presidido pelo juiz Peterson Barroso Simão. Os PMs respondem por homicídio triplamente qualificado e formação de quadrilha, com penas que variam de 2 a 30 anos. Durante todos os julgamentos, serão ouvidas 19 testemunhas.

O cabo Sergio Costa Junior, beneficiado pela delação premiada, foi condenado, em dezembro último, a 21 anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática de homicídio triplamente qualificado (torpeza, assegurar a impunidade de outros crimes e emboscada) e também por formação de quadrilha.

Outros sete PMs aguardam a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), uma vez que recorreram da decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, que manteve a sentença de pronúncia.