Categorias
NOVIDADES

EVENTOS Boca Livre no Teatro da UFF

SERVIÇO
BOCA LIVRE

02 E 03 de julho (Sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Ingresso: R$ 40,00 (normal) e R$ 20,00 (estudantes, maiores de 60 anos, menores de 21 anos e pessoas com deficiência)
Censura: Livre
Local: Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí, Niterói, RJ – Tel.: 3674-7512
Produtor: Luiz Cláudio Carvalho

BOCA LIVRE NO TEATRO DA UFF

Com quase 38 anos de carreira o grupo formado por Zé Renato (voz e violão), David Tygel (voz e viola), Maurício Maestro (voz, arranjos e contrabaixo), e Lourenço Baeta (voz, flauta e violão) promete emocionar a plateia do Teatro da UFF. No roteiro os clássicos Toada (Zé Renato, Cláudio Nucci e Juca Filho),Quem tem a viola(Zé Renato, Xico Chaves,Claudio Nucci e Juca Filho), Mistérios (Joyce e Maurício Maestro), e Ponta de Areia (Milton Nascimento e Fernando Brant). Além dos grandes sucessos o grupo incluiu Caravana (Geraldo Azevendo), Correnteza (Tom Jobim e Luiz Bonfá), Paixão e Fé (Tavinho Moura e Fernando Brant), do Clube da Esquina 2, e Amizade; (Marcos Valle e Maurício Maestro), algumas canções do novo trabalho do grupo o CD Amizade, entre outras músicas que nas vozes e arranjos do grupo se tornam imperdíveis de assistir e ouvir.

Um pouco da história musical do Boca Livre 

Grupo vocal e instrumental formado em 1978 por Maurício Maestro (contrabaixo e vocal), Zé Renato (violão e vocal), David Tygel (violão e vocal) e Claudio Nucci (violão e vocal). No ano seguinte, o quarteto lança o primeiro disco, o LP independente “Boca Livre” que ultrapassou a vendagem de 100.000 cópias, com destaque para as canções “Toada” de Zé Renato, Claudio Nucci e Juca Filho e “Quem tem a viola” de Zé Renato, Claudio Nucci e Xico Chaves.  Em 1981 Claudio Nucci foi substituído por Lourenço Baeta e o grupo gravou o LP independente “Bicicleta” que contou com as participações especiais de Tom Jobim e Naná Vasconcelos. No ano seguinte vem o LP “Folia” pela gravadora Polygram e em 1983, pelo mesmo selo o LP “Boca Livre”.  Em 1989 o grupo apresenta seu quarto disco o LP “Boca Livre em concerto” gravado ao vivo durante temporada no Canecão (RJ) pela Som Livre.

Em 1992 Fernando Gama substituiu David Tygel e o grupo lançou “Dançando pelas sombras” (M,PB/Warner). Em 1993, após turnês e participações em festivais de música nos Estados Unidos, Europa e Canadá, o grupo regravou a canção Dança do ouro” no álbum solo de Jon Anderson – vocalista da banda Yes – (Deseo) e a gravadora Green Linnet lançou o álbum”Dançando pelas sombras” no mercado internacional.

Em 1994 lançou, pela gravadora Velas, o “SongBoca” que foi contemplado com o Prêmio Sharp. No ano seguinte o quarteto gravou em Nova York o cd “Americanas” lançado no Brasil e exterior pela gravadora Velas. Neste mesmo ano o Boca Livre participou, em Los Angeles, do Tributo a Tom Jobim no Hollywood Ball.

Em 1998 recebe mais uma vez o Prêmio Sharp de Melhor Grupo Vocal Brasileiro com o cd “Boca Livre Convida, 20anos”. Deste cd participaram Claudio Nucci, David Tygel, Milton Nascimento, Djavan, Chico Buarque, Gal Costa, Beto Guedes, Erasmo Carlos, Frejat, Ricardo Silveira, Sergio Dias e Paulinho Moska. Além das apresentações nas principais capitais do país, o grupo participou do Summer Stage Festival de Nova York, Panamá e Caracas.

Em 2000, dividiu o palco do Metropolitan (RJ) com o grupo 14 Bis, que resultou num cd ao vivo. Ainda neste ano, Zé Renato desligou-se do grupo para realizar seus projetos solos o que trouxe o retorno de um de seus integrantes originais: Claudio Nucci. O grupo participou, em 2002, da gravação do cd “Mundo” do compositor e cantor panamenho Ruben Blades. O cd ganhou o Premio Grammy em 2003.

Em 2006 o grupo volta a atuar com sua formação clássica: Zé Renato, David Tygel, Lourenço Baeta e Maurício Maestro, realizando shows pelo país e gravando o cd/DVD “Boca Livre e ao vivo” vencedor do 19º Premio da Música Brasileira na categoria Melhor Grupo de MPB e em 2014, com o cd AMIZADE foi o vencedor, na mesma categoria, do 25º Premio da Música Brasileira novamente.