Categorias
NOVIDADES

CIDADE Observatório de Segurança é criado em Niterói

cameras-centro-de-controleO decreto que cria, no município, o Observatório de Segurança será publicado nesta sexta-feira (15/04) pela Prefeitura de Niterói. O órgão funcionará no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) e terá o objetivo de organizar e analisar os dados sobre a violência e a criminalidade local.

Para realizar o trabalho, o Observatório contará com fontes públicas ou privadas. Ele também servirá para monitorar a efetividade das ações de segurança pública no município. Com isso, a prefeitura espera produzir diagnósticos qualificados sobre a situação da segurança pública em Niterói.

Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves afirma que a segurança pública tem sido uma prioridade e cita os investimentos feitos nos últimos três anos.

“Apesar de ser uma atribuição constitucional do governo do estado, desde o início da nossa gestão investimos mais de R$ 80 milhões em ações de segurança para apoiar forças policiais. Construímos a Delegacia de Homicídios, Companhias Destacadas, reabrimos cabines que estavam fechadas, dobramos o efetivo da Guarda Municipal, dentre outras iniciativas importantes. A construção e o funcionamento do Cisp nestes últimos seis meses com o encaminhamento e resolução de mais de 6 mil casos de ordem pública, trânsito e segurança pública evidenciam a importância desta prioridade dada à segurança. Com o Observatório, vamos disponibilizar periodicamente informações das forças policiais civil, militar e federal que atuam em Niterói. Segurança pública também se faz com inteligência e conhecimento do terrritório”, declarou.

O diretor do Cisp, Agdan Fernandes, também destaca a importância da criação do Observatório de Segurança.
“A análise do Observatório de Segurança será mais detalhada no que se refere aos locais e horários dos delitos. A população terá acesso aos resultados de forma mais transparente e de fácil interpretação”, disse.
Agdan informou, ainda, que o Cisp possui área reservada para Inteligência que será utilizada pelo Observatório e acrescentou que está sendo estudada a possibilidade de que o órgão edite uma revista digital mensal com dados estatísticos do município de Niterói, bem como um anuário.