Acesse nossas Mídias
Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/CNN

Notícias

Niterói começa a aplicar dose de reforço da vacina em idosos

Niterói começa a aplicar dose de reforço da vacina em idosos

Compartilhe

A cidade é a primeira do estado a iniciar o processo. Na primeira etapa, cerca de 1200 idosos residentes em abrigos receberão a terceira dose.

Começou nesta sexta-feira (27), a aplicação das doses de reforço contra a Covid-19 em idosos na cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio

No primeiro momento, 1200 idosos residentes em instituições de longa permanência, como asilos e abrigos, receberão o reforço. A terceira dose só será aplicada naqueles que já receberam a segunda dose há pelo menos seis meses.

Em setembro, a medida será ampliada para o restante dos idosos. O calendário deve ser divulgado nos próximos dias.

A aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid foi recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e por autoridades de saúde devido ao avanço da Delta no país, especialmente no estado do Rio de Janeiro, que se tornou o epicentro da nova variante.

Enquanto isso, na capital fluminense, a expectativa é que todos os cariocas a partir dos 60 anos recebam o reforço até o dia 30 de outubro. Na noite dessa quinta-feira (26), o prefeito Eduardo Paes divulgou o calendário completo da terceira dose.

Nos dez primeiros dias de setembro, o município do Rio prevê aplicar a vacina em residentes de instituições de longa permanência. Enquanto isso, os adolescentes recebem a primeira dose do imunizante até o dia 14.

Já o público em geral, a partir de 95 anos, começa a receber o reforço no dia 13 de setembro. A aplicação será feita de forma escalonada, ou seja, a idade diminui a cada dia. A repescagem para os idosos será possível em qualquer data.

Assim como Niterói, na Região Metropolitana, a capital tem o calendário adiantado em relação ao planejamento nacional, que foi anunciado pelo Ministério da Saúde na última quarta-feira (25).

A campanha nacional começará na segunda quinzena de setembro. O intuito é que sejam contempladas pessoas acima de 70 anos e indivíduos imunossuprimidos, como pessoas transplantadas ou pacientes com câncer, que foram vacinados há 28 dias. Em relação ao imunizante, o reforço será feito preferencialmente com a vacina da Pfizer. De forma alternativa, também poderão ser aplicadas as vacinas da AstraZeneca ou da Janssen, segundo o Ministério da Saúde.


Fonte: CNN BRASIL - Matéria Mylena Guedes
Foto: ESTADÃO CONTEÚDO

Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Notícias

Topo