fbpx
Acesse nossas Mídias
A saga de Dandara e bizum Foto Natalia Perdomo (1)

Agenda

Na semana da Criança, espetáculo infantojuvenil “A saga de Dandara e Bizum a caminho de Wakanda” tem apresentações em Niterói

Compartilhe

“Que crianças se enxerguem através desses personagens que transitam entre o ancestral e o futurista, sobretudo, no lugar de protagonismo”, ressalta o diretor André Lemos 

Na semana em que se comemora o Dia das Crianças, o espetáculo que tem referência à vida do aguerrido casal de líderes quilombolas brasileiros, Zumbi e Dandara dos Palmares, está prestes a ser encenada através da próxima temporada de apresentações do espetáculo infantojuvenil “A saga de Dandara e Bizum a caminho de Wakanda”, que estreia dia 6 de outubro, no Teatro Municipal de Niterói, às 14h, sob a direção e texto de André Lemos e idealizado pelo grupo artístico ‘Confraria do Impossível’. 

Segundo o diretor, o objetivo central é fazer com que as crianças e jovens negros se sintam representadas. “Que eles se enxerguem através desses personagens que transitam entre o ancestral e o futurista, sobretudo, no lugar de protagonismo. Além disso, pretendemos desmistificar várias figuras de religiões de matriz africana, abrir debate sobre racismo, entre outros temas. É um prazer dirigir esta peça que é para toda família”, ressaltou André, primeiro artista negro a ganhar o prêmio Shell de Teatro na categoria ‘Direção’, em 2019. 

Ao contar a trajetória de duas crianças negras periféricas no estado do Rio de Janeiro durante o ano de 2080, mas precisamente num quilombo chamado Palmares, o espetáculo, de forma lúdica, rítmica e educativa, e que conta ainda com poesias da escritora Conceição Evaristo, evidencia a importância da valorização da ancestralidade, da reverência aos antepassados, do pertencimento e do combate às discriminações raciais já na infância. 

Com a interpretação dos atores Reinaldo Junior, Juliane Cruz, Wayne Marinho, Tati Vilella e Tarso Gentil, racismo estrutural, intolerância religiosa, colonização cultural e representatividade são alguns dos assuntos debatidos no palco. “Em cena, dialogamos com a história dos que vieram antes – nos dias atuais – com uma narrativa que apresenta um futuro diferente do que nos foi apresentado nos primeiros anos da nossa existência”, contou Reinaldo. 

Em meio aos percalços vividos no quilombo, Dandara e Bizum decidem viajar em direção à Wakanda, país africano fictício do filme “Pantera Negra”, de 2017, obra também homenageada no projeto. Além de elucidar as mazelas enfrentadas pela população negra, a peça rompe a imagem estereotipada, marginalizada e subalternizada de alguns personagens e locais predominantemente habitados por negros.

Na contagem regressiva para, o ator Reinaldo Junior tem boas expectativas para as quatro apresentações da peça. “Que tenhamos uma plateia lotada, principalmente, de crianças negras, diante da importância que tem a representatividade na infância, seja através de Dandara, Bizum e outros personagens. Que desmistifiquemos as caricaturas sobre as nossas narrativas, culturas, religiões e estéticas, elevando o nosso imaginário para um lugar de autoestima e poder”, pontuou.

SERVIÇO: 

A SAGA DE DANDARA E BIZUM A CAMINHO DE WAKANDA

Teatro Municipal de Niterói
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 35 – Centro, Niterói – RJ,
DATAS: 12/10 – 2 apresentações, às 15h e às 17h30
Classificação: Livre
Ingressos – R$10,00  – cada ingresso dá direito a um adulto levar duas crianças gratuitamente.

Ficha Técnica

CONCEPÇÃO Confraria do Impossível
TEXTO E DIREÇÃO André Lemos
POESIAS Conceição Evaristo
ELENCO Reinaldo Junior, Juliane Cruz, Tati Villela, Tarso Gentil e Wayne Marinho
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO Jeff Fagundes 
ORIENTAÇÃO MUSICAL Fábio Mukaya
DIREÇÃO MUSICAL Maria Clara Coelho
DIREÇÃO DE MOVIMENTO Reinaldo Junior
PREPARAÇÃO CORPORAL Reinaldo Junior
STAND-INs: Jonathan Fontella e Claudia Macedo
FIGURINOS e ADEREÇOS  Reinaldo Junior e Rona Neves
CENÁRIOS  Tarso Gentil
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Monteiro Assessoria / Laís Monteiro 
BONECOS : Era uma vez o Mundo 
DESENHO DE LUZ Rommel Equer
PROJETO GRÁFICO Giulia Santos
OPERADOR DE LUZ Thiago Vianna
OPERADOR DE SOM André Lemos
PRODUÇÃO EXECUTIVA Jonathan Fontella 
PARCERIA
Terreiro Contemporâneo
REALIZAÇÃO 
Confraria do Impossível


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Agenda

Topo
Precisa de ajuda?