Categorias
NOVIDADES

TEATRO “Grupo 3 por 4” traz o melhor da música brasileira para o Salão Nobre

1587_flyerServiço

Grupo 3 por 4
Data: Terça, 04 de agosto de 2015
Horário: 19h
Entrada gratuita
Classificação etária: livre

Teatro Municipal de Niterói – Salão Nobre
Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói
Tel: (21) 2620-1624

Abrindo a programação do mês de agosto, o Salão Nobre do Teatro Municipal recebe o “Grupo 3 por 4”, na terça, dia 04, às 19h, apresentando um repertório repleto de clássicos dos nossos mais importantes compositores. O grupo, formado por Taís Soares (violino e bandolim), Marcos Passos (clarineta e clarone), Rafael Mallmith (violão) e Magno Júlio (percussão), todos jovens e com formação acadêmica, apresentará arranjos originais para diversos gêneros musicais, entre eles a bossa nova, o choro, a MPB e o samba.

Formado em 2013, o Grupo 3 por 4 teve sua estreia na Série Cultural do Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro em agosto de 2013, tendo também se apresentando na Série “Talentos da UFRJ” em novembro desse mesmo ano. Em 2014, o quarteto apresentou-se na Casa de Artes de Paquetá e em dois shows com Rafael Mallmith e o Quinteto Varandão. Nesse ano, os músicos participaram da gravação do DVD de aniversário do Bar Semente, reduto carioca do choro e da música popular, e se apresentaram no Centro de Referência da Música Carioca, no Clube Naval e no Solar do Jambeiro.

Taís Soares – violino e bandolim

Graduada Bacharel em Violino no ano de 2010 pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pós-graduada em Música de Câmara, no ano de 2012, pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro, atualmente, Taís é aluna do curso de Mestrado na UNIRIO, sob a orientação do professor Carlos Justi.

Integrou a Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem, de 1999 a 2004, a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e foi solista da Orquestra Jovem do Conservatório Brasileiro de Música, em 2004. Atualmente, é Concertino da Orquestra Sinfônica Nacional – UFF e membro do “Grupo Cron” de Música Contemporânea. Trabalhou com maestros de renome internacional, como: Kurt Masur, John Neschling, Roberto Minczuk, Guilhermo Scarabino, Ira Levin, Roberto Duarte, Martin Schmidt, Henrique Morelenbaum, John Neschling, entre outros.

Marcos Passos – clarineta e clarone

Carioca, Marcos Passos foi premiado diversas vezes como solista no Rio de Janeiro, e em São Paulo recebeu o Prêmio Maestro Eleazar de Carvalho. Em 2008, realizou, a convite da Columbia Artists Management Inc. (CAMI), de 29 de setembro a 10 de novembro, a maior turnê pelos Estados Unidos com uma orquestra brasileira, tendo como solista o saxofonista Branford Marsalis, um dos mais renomados saxofonistas americanos da atualidade.

Além de ser convidado por diversos grupos de câmara e orquestras, Marcos Passos integra há mais de dez anos o Grupo de Música Nova, sob a coordenação da compositora e pianista Marisa Rezende. Desde 2002, ocupa a cadeira de Clarineta e Requinta da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Rafael Mallmith – violão

Músico violonista e compositor, nascido em Porto Alegre (RS), em 1981, começou seus estudos musicais aos 14 anos. Ainda em seu estado, acompanhou, como violonista de sete cordas, vários nomes do choro local, integrando grupos instrumentais em que atuou como compositor. Desde então, dedica-se também à docência, atividade que exerce há 12 anos.

Em 2007, ingressou como professor na Escola Portátil de Música, na UNIRIO, projeto coordenado pelo violonista e arranjador Maurício Carrilho e por Luciana Rabello. Em 2010, gravou com o grupo “Regional Carioca” um disco no qual apresentou composições autorais e inéditas. Entre 2010 e 2011, produzIU seu disco de estreia, um trabalho de compositor e intérprete instrumentista. Rafael também é fundador do “Regional Nacional”, grupo criado no final de 2010.

Magno Júlio – percussão

Começou a tocar em 1997, na Banda de Cordeiro (Sociedade Musical Fraternidade Cordeirense) aos 10 anos de idade. Aos 14, iniciou os estudos de pandeiro com os professores Celsinho Silva e Jorginho do Pandeiro na Escola Portátil de Música, onde atualmente trabalha como professor de percussão. Entre shows e gravações, trabalhou com grandes nomes como: Nailor Proveta, Maurício Carrilho, Conjunto Época de Ouro, Pedro Amorim, Maria Bethânia, Ademilde Fonseca, Orquestra Pixinguinha na Pauta, Zélia Duncan, Joel Nascimento, Samba de Fato, Zé Menezes, Paulo Cesar Pinheiro, MPB4, Luciana Rabello, Francis Rime, Martinho da Vila, Monarco, Wilson das Neves, Amélia Rabello, Nei Lopes e Wilson Moreira.